Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Sociais Aplicadas > História

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber

Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber, aplicadas na Empresa Bradesco S/A. São Paulo 2009 Sumário 1Introdução 2Frederick Winslow Taylor4 2.1Princípios de Taylor 3Henry Ford 4Jules Henri Fayol 4.1Princípios Básicos 4.2Funções Administrativas 5Maximillian Carl Emil Weber 5.1Analise da Obra 5.2Princípios…


Publicidade



Publicidade

Revolução Russa

Trabalho enviado por: Leurel Pereira Borges

Data: 22/04/2003

Revolução Russa


Este artigo tem como objetivo contextualizar e analisar a charge de K. Lixto sobre a guerra russo-japonesa e as manchetes referentes ao processo revolucionário russo. Para ficar mais claro começarei pelo Japão, e em seguida passarei à Russia. Mas antes farei uma breve viagem à epoca em questão (o século XIX) , discorrendo sobre o panorama internacional. Assim ficará masi facil compreendermos os motivos de tais conflitos e a relação entre eles.

A revoluçao industrial exigiu grande quantidade de matérias-primas.xxxx A África e a Ásia
possuíam estes produtos em variedade e quantidade que os europeus nem conseguiram imaginar, chegando a acreditar que eram infinitos.Além disto os habitantes destas regiões usavam ferramentas muito antiquadas em relação às européias, formando bons mercados para os produtos manufaturados europeus.Para assegurar e controlar fluxo de matérias primas e os vastos mercados, os europeus criaram muitas colônias nestes continentes.

Para isso nao pouparam esforços e nem métodos. Frutos de uma convivência com guerras ou pequenos conflitos , os métodos europeus eram bem violentos e cruéis, comparados aos de hoje, que violentam menos, fisicamente. A Grã Bretanha e a França eram as principais potências coloniais na África, estendendo seu domínio colonial por grande parte do continente. Um terço da Ásia caiu sob domínio colonial da Grã Bretanha, França, Países Baixos, Portugal e Espanha.

A China manteve a maioria de seus portos fechados aos europeus , mas a guerra do ópio, contra a Grã Bretanha, forçou a abertura em 1842. Tal fato, favoreceu os ingleses, que plantavam enormes quantidades de ópio na Índia e na Birmânia . No fim do século XIX os europeus haviam formado enormes impérios coloniais pelo mundo, era o Imperialismo. A Europa alcançou um alto nível de desenvolvimento nas artes e nas ciências .xx

O Japão foi um dos poucos países a manter a independência durante o século XIX. Os portugueses foram os primeiros a estabelecer contato entre o ocidente e o Japão , no século XVI. No século XVII , Portugal cedeu suas concessões de comércio aos holandeses, que passaram a monopolizar o comércio com o Japão. Os holandeses só podiam permanecer no porto de Nagasáqui, e aportar apenas um navio por ano. Alem disto alguns náufragos estrangeiros sobreviventes foram mortos,o que deixou os países industrializados ainda mais irritados . Os Japoneses permaneciam isolados durante o século XIX, e realizavam poucas trocas com os holandeses. Mas em 1853 a esquadra do comodoro Matthey C. Perry , formada por quatro navios, chegou ao Japão. Perry tinha ordens de estabelecer relações comerciais e diplomáticas com o Japão. Perry apresentou as exigências norte americanas aos japoneses e voltou...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town