Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Outras > Colegial

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber

Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber, aplicadas na Empresa Bradesco S/A. São Paulo 2009 Sumário 1Introdução 2Frederick Winslow Taylor4 2.1Princípios de Taylor 3Henry Ford 4Jules Henri Fayol 4.1Princípios Básicos 4.2Funções Administrativas 5Maximillian Carl Emil Weber 5.1Analise da Obra 5.2Princípios…


Publicidade



Publicidade

Formação da População Brasileira

Trabalho enviado por: Jessica de Andrade

Data: 09/04/2004

A POPULAÇÃO BRASILEIRA


1 - INTRODUÇÃO

O Brasil, com cerca de 156 milhões de habitantes, em 1996, é um dos países mais populosos do mundo. Porém, como sua densidade é relativamente baixa –18hab./km2 - , podemos afirmar que nosso país ainda é pouco povoado.

Dizemos isso, porque países como o Japão apresentam uma densidade demográfica de mais de 320hab./km2, e mesmo países tão grandes quanto o nosso como os Estados Unidos, possuem quase o dobro da densidade demográfica brasileira.

Existe um dado muito triste sobre a população brasileira: morrem cerca de mil crianças por dia, devido a infecções diversas ou falta de alimentação adequada. Por esse motivo, apresentamos uma elevada mortalidade – mas, como também nascem diariamente muitas crianças, somos um país de elevado crescimento de aproximadamente três milhões de pessoas em nossa população. No começo do século XIX, o Brasil tinha um quinto da população da América latina, hoje tem um terço dessa população.


2 - NOSSA GENTE EM NOSSO ESPAÇO

Quando se fala na distribuição de uma população pelo espaço de um país, está-se falando sobre a maneira como os habitantes se distribuem pelo seu território. No Brasil essa distribuição é extremamente irregular, existindo áreas com densidades muito altas nas proximidades do litoral e imensas extensões quase despovoadas no Norte e no Centro-Oeste.

Entre os estados brasileiros, São Paulo é o mais populoso, seguido de minas gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul. Os estados mais populosos não são, obrigatoriamente, os de maior densidade demográfica. Da mesma forma, alguns estados com elevada densidade demográfica, não são muito populosos. Isso ocorre porque são pouco extensos e sua população é naturalmente mais concentrada.


3 - FORMAÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA

Para a formação do povo brasileiro contribuíram, basicamente, indivíduos pertencentes às raças branca, negra e índia. No entanto, os graus de mestiçagem desses três elementos étnicos é muito variável. Não é possível precisar em que medida, antes do contato que esses grupos tiveram uns com os outros na nova terra, cada um deles já era previamente mesclado. Os descobridores portugueses, por exemplo, resultam de uma mistura de lusitanos, romanos, árabes e até mesmo negros. O mesmo acontece com os outros povos brancos que compõem as diversas levas imigratórias do país em diferentes épocas: espanhóis, italianos, alemães, eslavos, sírios, libaneses, japoneses.

Da mesma forma, os índios e os negros não representam grupos homogêneos. Os índios brasileiros também se dividem em várias etnias, como bororos, tukanos, yanomámis, entre outras. O mesmo ocorre com os negros, que podem pertencer aos grupos sudanês ou banto, os principais trazidos ao país.

Assim, diversas etnias participam, de fato, da formação do povo brasileiro. A mistura entre elas no Brasil é muito intensa desde o início da colonização, devido ao pequeno número de mulheres brancas entre os colonos portugueses. Isso leva os senhores a se relacionarem com as índias ou as escravas negras. O grau de mistura entre os imigrantes também é elevado, apesar da tendência de alguns grupos em se manter em comunidades fechadas.

Essa miscigenação é apontada por vários antropólogos como fator de unidade nacional, embora os brancos descendentes de europeus tendam a ocupar os estratos mais altos da sociedade e os não-brancos os mais baixos (o que derruba a difundida idéia de que o Brasil é uma "democracia racial"). Mas mais importante que a mistura racial é a forte troca cultural e lingüística entre os povos formadores da população brasileira, que deu origem ao patrimônio cultural do país.

CONTRIBUIÇÕES NEGRAS

– A influência negra manifesta-se em diversas áreas: na alimentação (vatapá, acarajé, cocada, pé-de-moleque, erva-doce, pimenta); nos instrumentos musicais (atabaque, cuíca, berimbau); nas danças (quilombo, maracatu ); na agricultura (modos de cultivo e plantio de algodão); na mineração (o uso da bateia para lavagem do cascalho); e na religiosidade (o xangô, no Nordeste; o candomblé, na Bahia; a umbanda, no Rio de Janeiro).

Também é grande a influência de línguas africanas na língua portuguesa. Do iorubá, idioma dos negros da Nigéria, vem o vocabulário...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town