Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas > Administração

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: Expressionismos: Visão da Realidade: O poder expressionista da fotografia estética e em movimento

TIDIR – Expressionismos: Visões da Realidade: O poder expressionista da fotografia estática e em movimento Belo Horizonte 2009 Proposta Partiremos de duas proposições, sendo a primeira a de que, desde o início do cinema, a intensidade de imagens que diferenciam…

Publicidade

As Variações do Patrimônio Líquido

Trabalho enviado por: Paulo

Data: 22/04/2003

AS VARIAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DESPESA, RECEITA E RESULTADO



As causas principais que fazem variar o Patrimônio Líquido são:

a) o investimento inicial de capital e seus aumentos posteriores ou desinvestimentos feitos na entidade;

b) resultado obtido do confronto entre contas de receitas e despesas dentro do período contábil.


RECEITA

Entende-se por Receita a entrada de elementos para o ativo, sob a forma de dinheiro ou direitos a receber, correspondentes, normalmente, à venda de mercadorias, de produtos ou à prestação de serviços. Uma receita também pode derivar de juros sobre depósitos bancários ou títulos e de outros ganhos eventuais.

A obtenção de uma Receita resulta, pois, num aumento de situação líquida.

 

RESULTADO

Caso as receitas obtidas superem as despesas, o Resultado do período contábil será um lucro líquido, que aumenta o Patrimônio Líquido. Se as despesas forem maiores que as receitas, ocorre um prejuízo que diminuíra o Patrimônio Líquido.


MECANISMO DO DÉBITO E DO CRÉDITO

Os registros de aumentos e de diminuições das contas de Patrimônio Líquido obedecem à seguinte regra: os Aumentos são registrados por créditos e as Diminuições por débitos.

Em decorrência dessa regra geral, as receitas, por aumentarem o Patrimônio Líquido, deverão ser creditadas em contas de receitas.  

As despesas, por diminuírem o patrimônio líquido, deverão ser debitadas em contas de despesa.

Uma despesa é, portanto, elemento negativo do resultado enquanto que uma receita é elemento positivo.

Para que aja condições de análise e informações detalhadas dentro de uma empresa, receitas e despesas constituem apenas os grupos principais, sendo desdobradas em cada classe, em diversas contas componentes, segundo a natureza e o tipo de cada uma delas.

Exemplo:

RECEITAS DESPESAS

  • de Serviços - de Aluguel
  • de Comissões - de Salários
  • de Juros - de Juros

 

ENCERRAMENTO DE CONTAS DE RECEITA E DESPESA

Toda empresa é obrigada, legalmente, a fazer a apuração de resultados pelo menos uma vez por ano. O lucro ou prejuízo de um exercício está na dependência do confronto das contas de receita e despesa, e esse resultado líquido é apurado na conta denominada Resultado.

As contas de receita e despesa são periódicas, isto é, somente deverão conter registros para um ano ou período menor, conforme a duração do exercício contábil, o que significa que todas as contas de receita e de despesa devem possuir saldo zero no início dos períodos.

Para que isto ocorra, em todo fim de período deve-se proceder ao encerramento das contas, através dos lançamentos de encerramento. O encerramento das contas de receita é realizado pela transferência de seus saldos devedores para débito da conta Resultado.


DISTRIBUIÇÃO DE RESULTADOS

Pelo exposto no tópico anterior, a conta Resultado recebe, por transferência, a débito o valor dos saldos das contas de despesa e a crédito os saldos das contas de receita. Se o total dos créditos da conta Resultado for superior ao total dos débitos, teremos um lucro líquido, se ao contrário, o total dos débitos superar o total dos créditos chegaremos a um prejuízo.

Ocorrendo um lucro, várias poderão ser as destinações, observando-se porém, as normas que regem os contratos sociais e estatutos. Uma parte do lucro poderá ser distribuída aos sócios, acionistas, outra para reservas e a restante para lucros ou prejuízos acumulados.

Quando o resultado líquido do exercício for prejuízo, duas hipóteses comum podem ocorrer; se existirem lucros acumulados ou reservas de lucros ou outras reservas de exercícios anteriores, em volume superior ao prejuízo constatado, poderá ser compensado com tais contas, se elas não apresentarem saldo suficiente, ou nenhum, o prejuízo deverá ser levado a débito da conta Lucros ou Prejuízos Acumulados.

Mesmo com saldo devedor, a conta deverá aparecer no balanço, no grupo Patrimônio Líquido da seguinte forma:

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

$

Capital 50.000

 

(- ) Lucros ou prejuízos acumulados 1.000

49.000



DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

A conta Resultado serve pois, de intermediária na apuração do crédito de um exercício.

Entretanto, não basta apenas a conta do razão Resultado, onde aparecem as contrapartidas das contas de despesa e de receita encerradas no fim do exercício . É necessário também a Demonstração do Resultado do Exercício, onde aparecerão, detalhadamente e dentro de critérios de classificação, as contas de receita, despesa e o lucro ou prejuízo líquido.

Nessa demonstração, deve ser observado um cabeçalho composto de:

a) nome ou denominação da empresa;

b) nome do demonstrativo; e

c) o período coberto.

É de se notar que o último item, período coberto difere do balanço, que mostra a data em que este foi levantado, enquanto que a demonstração de resultados apresenta o movimento de certo período.

Lucro apurado através da Demonstração do Resultado do Exercício pode ser considerado razoavelmente correto, porém, o lucro exato de uma empresa somente poderá ser apurado no fim de sua vida, após a venda de todo seu ativo e o pagamento de suas obrigações. Como geralmente a empresa tem um tempo de duração indeterminado e é necessário que se conheça freqüentemente o resultado deve ser levantada no mínimo uma vez por ano.

Entre as muitas finalidades da Demonstração do Resultado do Exercício, podem se citar as mais importantes:

a) os acionistas e quotistas são informados sobre os resultados das operações;

b) os bancos podem apurar, através dele, a rentabilidade das empresas para atender aos financiamentos solicitados pelas mesmas;

c) interessa aos investidores de ações e debêntures;

d) aos próprios administradores para medirem suas eficiências e, quando necessário, alterarem a política dos negócios da empresa, como por exemplo: alteração de preços, aumento da produção, expansão da propaganda, etc.

Deve-se advertir que, para algumas da finalidades acima mencionadas, haverá necessidade de um exame conjunto com o balanço.


O PERÍODO CONTÁBIL

Quando uma empresa é liquidada, o lucro que se obtém é simplesmente o valor residual que o proprietário consegue através da venda de todo o Ativo e o pagamento das obrigações para com terceiros quando aquele supera o montante destas. Entretanto, a administração não pode esperar até que a empresa seja liquidada ou encerrada, a informação do resultado das várias operações deve ser fornecida a intervalos regulares de tempo, de um ano, de seis meses e mesmo de um mês. Assim a Contabilidade registra e resume todas as mudanças no patrimônio líquido que ocorrem durante o período escolhido e apresenta o resultado obtido. O período contábil, espaço de tempo escolhido que a contabilidade mostre a situação patrimonial e financeira na evolução dos negócios da empresa, é também denominado exercício social e exercício contábil.

Para finalidades externas, o período normalmente é de um ano e, muitas vezes, corresponde ao ano calendário. Todavia, um bom número de empresas está adotando um período contábil não coincidente com o calendário anual, em obediência às suas peculiaridades e interesses, e para finalidades internas, as informações dos resultados devem ser mostradas em intervalos menores, por exemplo mês a mês, a fim de que a administração acompanhe mais freqüentemente o desenvolvimento dos negócios, através dos demonstrativos elaborados.


REGISTRO DE OPERAÇÕES NORMAIS DO EXERCÍCIO

Exemplificação:

Suponhamos que determinada empresa, prestadora de serviços, encerre seu exercício cada mês, apurando o resultado, se bem que muitas operações ocorram, vamos apenas ilustrar as relativas às despesas e receitas.

Durante o mês de outubro de 19X9, a empresa incorreu nas seguintes despesas e receitas:

 

$

dia 02 - pagamento de despesas de materiais de escritório

50

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




Publicidade