Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Biológicas > Nutrição

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber

Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber, aplicadas na Empresa Bradesco S/A. São Paulo 2009 Sumário 1Introdução 2Frederick Winslow Taylor4 2.1Princípios de Taylor 3Henry Ford 4Jules Henri Fayol 4.1Princípios Básicos 4.2Funções Administrativas 5Maximillian Carl Emil Weber 5.1Analise da Obra 5.2Princípios…


Publicidade



Publicidade

Dietas Hospitalares

Trabalho enviado por: Alessandra Migliorança

Data: 09/09/2003

DIETAS HOSPITALARES


Existe uma grande variedade de dietas hospitalares, visto que cada uma depende do quadro clínico e do próprio paciente que irá recebê-la.

A seguir, serão mostradas as dietas comumente encontradas em um hospital.


DIETA GERAL

Indivíduos que não necessitam de modificações em nutrientes e na consistência. Portanto, a dieta geral é a que inclui a maior gama de alimentos, ou seja, todos que são indicados em uma alimentação saudável de acordo com as Leis de Nutrição e recomendações da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição.

Características

Consistência: normal

Fracionamento: 5 a 6 refeições

Normoglicídica, normolipídica e normoprotéica.


DIETA BRANDA

Indivíduos com problemas mecânicos de ingestão e digestão, que impeçam a utilização da dieta geral, havendo assim necessidade de abrandar os alimentos para melhorar a aceitação. Pode ser adotada em alguns pós-operatórios para facilitar o trabalho digestivo. Esta dieta é usada como transição para a dieta geral.

Características

Consistência: tecido conectivo e celulose abrandada por cocção ou ação mecânica.

Fracionamento: 5 a 6 refeições

Normoglicídica, normolipídica e normoprotéica.

Alimentos que devem ser excluídos:

  • especiarias e condimentos fortes como pimenta, pimenta do reino e outros;
  • frituras;
  • doces concentrados (marmeladas, goiabadas, doce de leite, etc.);
  • bebidas gaseificadas;
  • hortaliças cruas;
  • frutas cruas, exceto mamão;
  • leguminosas: pode-se incluir apenas o caldo ou caldo batido e coado;
  • embutidos e conservas.


DIETA PASTOSA

Indivíduos com dificuldades de mastigação e deglutição, em alguns pós-operatórios e casos neurológicos.

Características

Consistência: os alimentos devem estar em forma de purê, mingau, as carnes devem ser batidas ou trituradas.

Fracionamento: 5 a 6 refeições.

Normoglicídica, normolipídica e normoprotéica.


DIETA SEMILÍQUIDA

Indivíduos com problemas mecânicos na ingestão e digestão, com dificuldades de deglutição e mastigação; em determinados preparos de exames e cirurgias , pós operatórios. É usada também como transição para a dieta branda e geral. É equivalente a dieta chamada de leve.

Características

Consistência: semilíquida (sopas, purês, carne moída ou desfiada – tecido conectivo abrandado pela cocção).

Fracionamento: 5 a 6 refeições.

Normoglicídica, normoprotéica, normolipídica.


DIETA LÍQUIDA

Indivíduos com problemas de mastigação e deglutição, em casos de afecções do trato digestivos, em determinados preparos de exames, em alguns pré e pós-operatórios. Se for utilizada em períodos, pode ocorrer carência de nutrientes, tornando-se necessário um acompanhamento contínuo e uma complementação nutricional para evitar desnutrição.

Características

Alimentos de consistência líquida ou que se liquefazem na boca, e de fácil absorção.

Fracionamento: 5 a 6 refeições.


DIETA LAXATIVA (rica em fibras)

Obstipação Intestinal

O consumo de alimentos de origem vegetal para o tratamento da obstipação intestinal já era usado por Hipócrates, mas a fibra, nutriente responsável por esse efeito laxativo, só ganhou expressão nos estudos relacionados a nutrição humana no final do século XX.

As fibras estimulam o peristaltismo intestinal, bem como auxiliam na formação de fezes macias, contribuindo para a normalização do trânsito intestinal.

O farelo de trigo e o farelo de aveia, bem como cereais e grãos integrais, podem ser indicados como alternativas para aumentar a ingestão de fibras. A ameixa (preta) e o suco de ameixa são potentes estimuladores da motilidade intestinal...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town