Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Biológicas > Enfermagem

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber

Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber, aplicadas na Empresa Bradesco S/A. São Paulo 2009 Sumário 1Introdução 2Frederick Winslow Taylor4 2.1Princípios de Taylor 3Henry Ford 4Jules Henri Fayol 4.1Princípios Básicos 4.2Funções Administrativas 5Maximillian Carl Emil Weber 5.1Analise da Obra 5.2Princípios…


Publicidade



Publicidade

Assistência Paciente Agonizante e ao Morto

Trabalho enviado por: Alexsandra Luzia Rangel Cavalcanti

Data: 22/04/2003

Assistência ao Paciente Agonizante e ao Morto


A expectativa de vida continua a aumentar a cada ano, ainda que morte seja uma certeza. O que desconhecemos é quando, onde e como ela irá ocorrer. As enfermeiras e outros profissionais de saúde envolvem-se provavelmente mais do que qualquer outro grupo com pessoas que vivem uma experiência de morte iminente.

Doença Terminal:

Uma doença terminal é aquela cuja recuperação está aquém de uma expectativa razoável. Ao saber que a morte é algo inevitável e iminente, os pacientes tendem a vivenciar vários estágios à medida que processam essa informação.

 

ESTÁGIOS DA MORTE

Negação:

A negação é um mecanismo psicológico de defesa pelo qual uma pessoa recusar-se a acreditar que determinada informação s4eja verdadeira. Os pacientes terminais podem, inicialmente, rejeitar que seu diagnóstico seja exato; eles podem especular que os resultados de seus testes estejam errados, ou que os relatórios foram confundidos com os de outro paciente.

Raiva:

A raiva é uma reação emocional à sensação de ser vitimizado. Uma vez que o destino não pode ser retaliado, os pacientes costumam deslocar sua raiva contra outros, como as enfermeiras, o médico, a família e até mesmo Deus. A raiva pode ser expressa em maneiras não tão obvias, como queixas contra os cuidados ou reação exagerada ao mínimo problema.

Barganha:

A barbanha é um mecanismo psicológico que busca retardar o inevitável. Envolve um processo de negociação comumente com Deus ou com algum poder maior. O normal é o paciente que está morrendo desejar aceitar a morte, embora deseje ampliar temporariamente sua vida até a ocorrência de um evento futuro. Esse evento, em geral, tem um significado pessoal ao paciente que está à morte, como o casamento de um dos filhos.

Depressão:

A depressão é um estado de animo triste, indicativo do ato o paciente de dar-se conta de que sua morte virá mais cedo do que o antecipado. O estado de animo é uma conseqüência de encarar perdas potenciais.

Aceitação:

A aceitação é uma atitude de complacência a que chega a maioria dos pacientes após ter lidado com suas perdas e concluído seus negócios inacabados. Literalmente, refere-se à finalização de assuntos legais e financeiros de modo a oferecer a melhor segurança aos que sobrevivem. No entanto, também pode significar assuntos sociais e espirituais, como "fazer as pazes com Deus" e dizer "adeus" aos seres amados. São importantes para um paciente terminal, bem como para sua família, o agradecimento e o arrependimento. Quando todas essas extremidades estão unidas, os pacientes terminais sentem-se preparados para morrer. Alguns até mesmo antecipam com alegria a morte, encarando-a como uma ponte para uma outra dimensão ainda melhor.


PROMOVENDO A ACEITAÇÃO

As enfermeiras são capazes de facilitar a passagem de um estagio a outro, permanecendo disponíveis para o apoio emocional e apoiando as escolhas pessoais do paciente no que diz respeito aos cuidados terminais.

Apoio Emocional:

Os pacientes que estão para morrer provavelmente necessitam de apoio emocional mais do que em qualquer momento de suas vidas. Por vezes, todos os pacientes à morte desejam uma oportunidade para manifestar seus sentimentos e elaborar verbalmente suas...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town