Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas > Contabilidade

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0


Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: A Proteção Social

1 INTRODUÇÃO O nascedouro foi em 1883, na Alemanha com o Chanceler Bismarck. Foi um marco tanto da Seguridade Social como da Previdência Social (primeiro sistema escrito de previdência social – seguro social). A forma de contribuição ou custeio para…


Publicidade

Vida e Obras de Platão

Trabalho enviado por: ROSA MARIA LOPES RICARDO SFREDO

Data: 22/04/2003

Vida e Obras de Platão



1.0 Introdução

Autor de vasta obra filosófica, Platão preocupou-se com o conhecimento das verdades essenciais que determinam a realidade e, a partir disso, estabeleceu os princípios éticos que devem nortear o mundo social. Seu pensamento foi absorvido pelo cristianismo primitivo e, junto com seu mestre Sócrates e o discípulo Aristóteles, lançou os alicerces sobre os quais se assentaria as bases de toda a filosofia ocidental.


2.0 - Vida de Platão

Platão (428/7 - 348/7 a.C.) - Filósofo grego, um dos mais importantes pensadores de todos os tempos. Nasceu em Atenas, no ano seguinte à morte de Péricles, filho de Ariston e Perictione, ambos pertencentes à aristocracia ateniense. Seu verdadeiro nome era Aristocles, sendo Platão (em grego Pláton) um apelido, significando de amplas espaldas. Seu primeiro mestre em filosofia foi Crátilo, discípulo dos ensinamentos de Heráclito , e propagador da tese que afirma impossível formar um conhecimento seguro acerca da realidade. Em torno dos 20 anos, tornou-se discípulo de Sócrates. A importância deste último para a formação do pensamento de Platão foi tão grande que este o incorporou como personagem central em quase todos os seus diálogos. Segundo alguns autores, talvez Platão o tenha feito para fazer reconhecer seu ponto de partida; isto é, para exprimir que as indagações socráticas constituem a origem de todas as investigações platônicas.

Após a morte de Sócrates, em 399 a.C., Platão realizou inúmeras viagens, travando contato com importantes filósofos e escolas de pensamento suas contemporâneas. Em Megara, travou contato com Euclides e sua escola; no Egito, Sicília e Magna Grécia, aprofundou seus conhecimentos através do contato com a sabedoria egípcia e os ensinamentos eleáticos e pitagóricos, este último especialmente através do encontro com Arquitas de Tarento. De passagem por Siracusa, ligou-se a Díon e Dionísio, tirano de Siracusa; estas duas personagens desempenharam papel fundamental na posterior vida política de Platão. De volta a Atenas, fundou, em 387, a Academia, passando a dedicar-se ao ensino e à composição de sua obra filosófica.

Com a morte de Dionísio I, Díon teria chamado Platão de volta a Siracusa, para aconselhar e encaminhar politicamente o novo tirano, Dinísio II, a quem Platão deixou sob a tutela de Arquitas de Tarento. Posteriormente, o filósofo teria retornado ainda uma vez a esta cidade, a pedido de Arquitas e do novo tirano. Ao que se sabe, Díon teria sido banido de Siracusa, por opor-se ao governo de Dionísio. Esta última viagem veria malograr a incursão platônica no campo da política. Além de não conseguir reaproximar Díon e o tirano, nem fazer este último ingressar no estudo da filosofia, Platão ainda se veria retido em Siracusa, só conseguindo...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Login

Ou faça login



Login

Crie seu cadastro




English Town