Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas > Turismo

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: Tubos e conexões

Tubos e conexões Unoesc 2009 Sumário Introdução 1 Tubulações 2.1 Tubos de PVC 2.2 Tubos de Aço Carbono 2.4 Tubos de Cobre 2.5 Tudo de Polietileno (PE) 2.6 Tubos e Conexões de Ferro Fundido 2.7 Tubos de Concreto. 2.8 Tubos…

A Importância dos Impactos Ambientais para o Turismo Ecológico Brasileiro

Trabalho enviado por: Michel Lataste

Data: 22/04/2003

A Importância dos Impactos Ambientais no Turismo Ecológico Brasileiro


RESUMO

A avaliação dos impactos ambientais do turismo ecológico apresenta-se como base para a determinação de medidas preventivas e corretivas, que visam conservar a atratividade e a originalidade das áreas com recursos naturais consideráveis. Neste estudo, avaliam-se os impactos da atividade no Brasil e sugere-se um planejamento intersetonal, que promova o desenvolvimento sustentável do turismo ecológico, baseado na determinação da capacidade de carga (carrying capacity) dos recursos naturais. Esse planejamento visa a preservação dos ecossistemas, para o atendimento das expectativas dos novos segmentos do mercado turístico, que buscam turismo de aventura e o encontro com a natureza.


INTRODUÇÃO

O Brasil se sobressai, mundialmente, pelas suas dimensões continentais e por conter as maiores áreas contínuas de florestas intocadas, nas quais habita o maior número de espécies de fauna e flora do planeta e, apesar dos graves casos de devastação das florestas, todavia é considerado o alicerce para o equilíbrio ecológico e climático da Terra.

Atualmente, os problemas e dificuldades sócio-econômicos acabam por conduzir a nação à carência de recursos para os estudos de planejamento ambiental, e à falta de fiscalização e controle da destruição das florestas. Geralmente, essa situação ocorre com objetivos econômicos, para o desenvolvimento das atividades ligadas à agricultura e à pecuaria.

Contudo, pouca ou nenhuma atividade econômica apresenta condições intrínsecas tão propicias, para a conciliação do desenvolvimento com o meio ambiente, quanto o turismo. E o turismo ecológico compõe o elo dessa tendência, que favorece a prática da educação ambiental e o retomo harmônico ao convívio com a natureza, a qual o homem moderno tanto necessita.

Ainda que possua uma legislação atualizada, a implantação de equipamentos e de programas direcionados para o turismo ecológico são desenvolvidos no Brasil sem o necessário controle e fiscalização e, por isso, alguns deles originam uma série de impactos ao meio ambiente, expondo a sobrevivência dos ecossistemas e, conseqüentemente, a atratividade dos locais visitados.

Considerando como impacto ambiental todas as modificações que acontecem nas propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente natural, causadas por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas, o que se pretende neste estudo, é salientar qual seria a importância dos impactos ambientais do turismo ecológico no Brasil e propor alternativas, que propiciem um relacionamento equilibrado entre o turismo e os recursos naturais beneficiados.

A metodologia utilizada neste trabalho foi a pesquisa bibliográfica, enriquecendo o trabalho com algumas opiniões importantes de autores não só do Brasil como também de outros países, e citações da ECO-92.


PATRIMÔNIO NATURAL E O TURISMO ECOLOGICO NO BRASIL

A degradação do ambiente e a poluição fizeram crescer uma onda de preocupações e conscientização ecológica, que de um lado tem contribuído para a disseminação de ações visando a harmonização das necessidades das gerações atuais com as potencialidades dos ecossistemas, mas de outro lado, por vezes, tem tido um papel relevante para a criação de estigmas e slogans que estão longe de solucionar os problemas ambientais, transformados freqüentemente em uma falsa questão dicotômica: meio ambiente ou desenvolvimento. Como acertadamente afirmou a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (conhecida como Comissão Brundtland):

"até recentemente, o planeta era um grande mundo no qual as atividades humanas e seus efeitos estavam nitidamente confinados em nações, setores (energia, agricultura, comércio, indústria, turismo etc.) e amplas áreas de interesse (ambíental, económico, social). Esses compartimentos começam a se diluir. Isto se aplka em particular às várias crises globais qué preocuparam a todos. Não são crises isoladas: uma crise ambiental, uma crise do desenvolvimento, uma crise energética. São uma só".

As pressões mundiais os preparativos e os resultados da realização da ECO-92 -Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento (United Nations Conference of Environment and Development-UNCED-92) fizeram com que se acentuassem, em nível nacional, os debates, estudos, e propostas para o relacionamento harmonioso do turismo com o meio ambiente natural.

O que foi constatado na ECO-92, é que o valioso patrimônio ecológico está sob a propriedade e responsabilidade dos países mais pobres do mundo, localizados na África, Ásia e América do Sul. Buscar o ponto de equilíbrio e as soluções para estes problemas não deve ser considerado interferência internacional, mas, é um assunto de cooperação global.

"Estamos falando da sobrevivência da Terra e quando se fala disto não...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




Publicidade