Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Humanas > Administração

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber

Teorias de Taylor, Ford, Fayol e Weber, aplicadas na Empresa Bradesco S/A. São Paulo 2009 Sumário 1Introdução 2Frederick Winslow Taylor4 2.1Princípios de Taylor 3Henry Ford 4Jules Henri Fayol 4.1Princípios Básicos 4.2Funções Administrativas 5Maximillian Carl Emil Weber 5.1Analise da Obra 5.2Princípios…


Publicidade



Publicidade

Sistema Fechado e Sistema Aberto

Trabalho enviado por: Eliana de Souza

Data: 22/04/2003

SISTEMA FECHADO E SISTEMA ABERTO


A Revolução Urbana, O Desenvolvimento intelectual do homem e a Revolução Tecnológica levaram a uma interação na sociedade e entre as organizações, surge portanto a necessidade de planejar, organizar, dirigir e controlar, surge o processo administrativo. A Teoria Geral da Administração faz o estudo desta em geral, os seus princípios e a sua atualidade. O estudo se dá em dois âmbitos, o do Sistema Fechado e o do Sistema Aberto.


SISTEMA FECHADO

Sistema que analisa somente a organização internamente, não visando o ambiente em que esta se encontra.

Tinha como grande meta a obtenção da perfeita eficiência industrial e por isso objetivava deste modo a perfeição na empresa. Era preciso então fazer o desenvolvimento de uma verdadeira ciência da administração , uma seleção científica do trabalhador, uma divisão eqüitativa do trabalho entre gerência e trabalhador, achando que com isso conduziria a máxima eficiência e consequentemente a maiores lucros e salários, foi criada a Organização Racional do Trabalho iria evitar as concepções empíricas, antes utilizadas. Detinha-se de uma imensa preocupação com a racionalização do trabalho operário, isto é tudo o que se realizava dentro da empresa era visando o lucro. E para uma perfeita Organização Racional do Trabalho eram necessários que certos pontos fossem atingidos, era preciso realizar uma Análise do Trabalho e fazer um Estudo dos tempos e movimentos (observar a rotina de um trabalhador e criar um tempo padrão para os atos e execução destes e fazer desta forma o controle dos passos dos operários, eliminando os movimentos indesejáveis), Fazer um Estudo da Fadiga Humana (o cansaço era redutor da eficiência e gerava uma produção ruim), Dividir o Trabalho e Especializar o Operário (operário a realizar uma tarefa ou tarefas simples e elementares, afim de elevar a sua produtividade, pois quanto maior a especialização, maior a eficiência), Desenhar Cargos e Tarefas ( Criar Métodos de Executar as Tarefas e as relações com os demais cargos existentes, a subordinação, estes cargos e tarefas são desenhados para uma execução automatizada pelo trabalhador, "manda quem pode e obedece quem tem juízo"), Criar incentivos salariais e prêmios de produção( as pessoas trabalham por dinheiro, portanto, ganha mais quem produz mais), A Visão do Homo Economus (as pessoas são influenciadas exclusivamente por recompensas salariais, econômicas e materiais, outras recompensas não irão encontrar, somente recompensas em dinheiro), Condições de Trabalho (existir uma adequação de instrumentos e ferramentas para grantir a eficiência, tudo para que a produçã ficasse da melhor forma possível), Criar uma Total Padronização (métodos, processos de trabalho e máquinas comuns as empresas como normas, pois deste modo ficaria mais simples e existiria uma enorme redução nos custos) e Realizar uam Supervisão Funcional (a divisão do trabalho e a especialização no nível dos supervisores e chefes).

Foi criado os princípios da Administraçào que foram:

  • Planejamento: Substituir o emprismo práticopoa atos mais bem definidos, com esse modo ficaria mais fácil ;
  • Preparo: Deixar o ambiente de trabalho (físicas, equipamentos e humanos) otimizado para gerar a eficiência, uma especialização dentro do tempo padrão ;
  • Controle: é a ação de gerenciar, os supervisores vão controlar e os operários irão fazer, é a relação Intelectual x Manual para garantir que tudo esteja correndo bem ;
  • Execução: Depois de estabelecidos os padões tudo deve ser executado.

O Sistema Fechado é formado por metas e objetivos bem racionais e a Teoria Clássica sugere o uso de alguma funções na empresa para melhor executar os atos são as funções técnicas (produção e gerenciar todas as outras), comerciais (comércio dos bens e serviços), financeiras (capitalismo), segurança (bens e funcionários), contábeis (contabilidade na empresa). É feita uma Abordagem Incompleta da Organização pois por dar ênfase demais a estrutura, tarefas e principalmente a eficiência produtiva(gerar lucro) não analisa os problemas humanos, não vê a organização como um todo, limitava-se apenas a produção. É preciso ir além e estabelecer as condições e normas dentro das quais as funções do administrador devem ser aplicadas e desenvolvidas.

O Homem é visto como uma máquina - mecanicismo- , o homem tem que executar plenamente tudo o que realiza pra a garantir a máxima eficiência possível e portanto a maiores lucros e maiores salários. Existia uma visão microscópica do homem pois o "topo" não queria saber se este tinha ou não potencial, queria apenas que ele executasse o seu trabalho em que já estava super especializado.

Para manter a ordem na empresa era necessário utilizar e seguir as seguintes diretrizes: Divisão do trabalho que consistia na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência; Autoridade e Responsabilidade que dizia que quem tem autoridade é o dono da produção; Disciplina (fundamental para todos), Ter uma Unidade de Comando (um único chefe que é quem detêm o capital, dono da empresa, baseiam-se na igreja e no militarismo), Unidade de Direção (objetivo único que eras maior produtividade, portanto lucro), Subordinação dos interesses individuais os interesses gerais (um conceito de conflito, só que a empresa não pensa só no seu e também no interesse da sociedade, é a relação Explorados x Exploradores), Criar a Remuneração do Pessoal (um tipo de plano para cargos e salários que visava manter a ordem). Assim a Teoria Clássica caracterizou-se pelo seu plano de enfoque prescritivo e normativo.

A Unidade de Comando representa o topo de uma estrutura piramidal, isto é, uma hierarquia existente na empresa que podia comunicar-se de duas maneiras:

  • Comunicação Vertical: dirigi-se de cima para baixo, o maior nível de autoridade e responsabilidade pertence ao escalão mais alto;
  • Comunicação Horizontal: comunicação de uma sessão, um departamento com o outro pois é preciso estabelecer as tarefas, um é relacionado com o outro, mas mesmo que exista esse contato as ordens de cima (comunicação vertical) é que define, não altera.

Existe uma Supervalorização da Organização Formal, supervaloriza o poder do dono (conceitos de Fayol), há uma forma piramidal de ver as coisas que gera a Abordagem simplificada da Organização.

A partir das Experiências de Hawthorne (fatores psicológicos influenciam mais do que as condições físicas a produção), na Teoria das Relações Humanas, surgiu a necessidade de humanizar e democratizar a Administração, surge a Abordagem Humanística. Esta valoriza as pessoas, antes a valorização mor era dada as tarefas (Escola Científica) e na Estrutura Organizacional (Escola Clássica), será observados os fatores psicológicos e sociológicos dos homens (Introdução da Psicologia e da Sociologia, chamada então de Psicologia Industrial), o homem não será mas visto como máquina. É feito portanto uma divisão dentro da empresa, a Organização Formal (cadeia de comando, hierarquia, visão mecanicista) e a Organização Informal.

A Organização Informal é a relação entre as pessoas e tem um papel preponderante dentro da empresa, os grupos quebravam a lógica da Racionalidade de Taylor e Fayol, criaram entre si um pacto em que ninguém ultrapassava a produção (existia um nível padrão), e quando o fazia era punido sendo isolado e ridicularizado .

Esses grupos se chamam Grupos Informais por analisar aspectos relativos as pessoas e em algumas empresas vão servir de embrião para os sindicatos (embora já existissem desde os tempos de Taylor, vão utilizar somente para melhor organizar-se), mas em nenhum momento irão questionar a Organização Formal (Divisão de Tarefas, Estrutura Organizacional) pois esta ficava de marcação já que se o grupo informal ditar todas as regras pode prejudicar a empresa cuja forma obedecia a essa Estrutura Organizacional. Eram constituídos de pessoas com metas e objetivos em comum e tinham como lógica principal motivar as pessoas e aumentar a produção por meio dos contatos sociais e pela humanização da produção.

Foram os grupos informais que introduziram o conceito de liderança dentro da empresa. O líder era a pessoa escolhida por todos, o líder era quem podia lhes dar a maior assistência e orientação (escolhia ou ajudava o grupo a escolher os rumos e as melhores soluções para os seus problemas) para que alcance os objetivos. Essa Liderança pode ser classificada de várias formas de acordo com Teoria distintas. Segundo a Teoria de Traços de Personalidade o líder podia ser escolhido pelos traços físicos, pelos traços intelectuais, pelos traços sociais e/ou por traços relacionados com as tarefas, mas essas teorias tiveram descrédito e perderam a importância. Segundo a Teoria sobre os Estilos de Liderança (a mais conhecida e que explica a liderança por meios do tipo de comportamento), o líder apresenta-se como o líder autoritário (controla as pessoas e o cumprimento do que determina, não liga para as opiniões alheias), como o líder democrático (é um membro, não domina, centraliza a opinião de todos) ou como o líder liberal (delega totalmente as decisões do grupo e deixa-os totalmente a vontade e sem controle algum, ocupa o cargo e nada mais). Segundo a Teoria Situacional da Liderança não existe um modelo definido de liderança, é de acordo com a situação, tem um contexto mais amplo em...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town