Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Biológicas > Nutrição

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0


Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: A Proteção Social

1 INTRODUÇÃO O nascedouro foi em 1883, na Alemanha com o Chanceler Bismarck. Foi um marco tanto da Seguridade Social como da Previdência Social (primeiro sistema escrito de previdência social – seguro social). A forma de contribuição ou custeio para…


Publicidade

Síndrome de Dumping

Trabalho enviado por: Daniel Matias de Almeida Formiga

Data: 12/11/2006

Síndrome de Dumping


1. INTRODUÇÃO

O estômago serve de ponto de recepção e armazenamento do alimento ingerido. As funções primárias do estômago são atuar como reservatório, continuar o processo de digestão e esvaziar seu conteúdo distalmente no duodeno de maneira controlada. A capacidade do estômago nos adultos é de aproximadamente 1,5 litros a 2 litros, e sua localização no abdômen permite considerável distensibilidade. As alterações da anatomia gástrica depois de cirurgia ou interferência em sua inervação extrínseca (vagotomia) podem ter profundos efeitos sobre o esvaziamento gástrico, por exemplo, Síndrome de "dumping".

Após uma cirurgia gástrica, alguns pacientes que tiveram dois terços ou mais de seu estômago retirado (ou alguns pacientes cuja cirurgia inclui uma vagotomia) podem apresentar a síndrome de "dumping" quando submetidos a um regime alimentar normal, devido a uma diminuição ou exclusão da capacidade do estômago em regular seu esvaziamento, bem como atuar como reservatório do bolo alimentar, por isso os alimentos ingeridos permaneçam muito pouco tempo no estômago, passando quase que imediatamente para o duodeno (gastroenteroanastomose), ou para o jejuno (gastroenteroanastomose terminolateral), sem haver sofrido a digestão, nem as habituais mudanças fisiológicas: diluição e equilíbrio das concentrações. Muitos pacientes submetidos a esse tipo de cirurgia desenvolvem uma nova bolsa através do estiramento do tecido gástrico remanescente.

O paciente pode apresentar: sudorese, taquicardia, palidez, fraqueza, plenitude gástrica, náusea, vômitos, diarréia entre outros.


2. FISIOPATOLOGIA

A síndrome de dumping tem manifestações alimentar e sistêmicas características. É a síndrome pós-prandial mais comum e mais freqüentemente observada depois de cirurgia para ulcera péptica. A síndrome de dumping pode ser separada em formas precoce e tardia, dependendo da ocorrência de sintomas em relação ao tempo decorrido depois de uma refeição. Ambas as formas ocorrem devido à oferta rápida de grandes quantidades de sólidos e líquidos osmoticamente ativos no duodeno. A síndrome de dumping é o resultado direto de alterações da função de armazenamento do estômago e /ou do mecanismo de esvaziamento pilórico.

A entrada não regulada de nutrientes ingeridos no jejuno e sua subseqüente hidrolise leva a conteúdos intestinais hipertônicos. Este material hipertônico é diluído rapidamente pelo liquido retirado do plasma e liquido extracelular acarretando a queda abrupta no volume de sangue circulante. Uma queda no volume sanguíneo, diminuição do rendimento cardíaco e talvez a dilatação do jejuno levam a uma resposta vasomotora simpática que produza suor, taquicardia, mudanças eletrocardiográficas e fraqueza. A serotonia, um vasoconstrictor, e quininas ativas, histamina e prostaglandinas pensa-se serem liberadas devido a hiperosmolaridade do quimo jejunal. Estas substancias podem ser a causa de cólicas, hipermotilidade e diarréia da síndrome de dumping.


3. SÍNDROME PRECOCE

Há dois tipos de síndromes pós-prandiais dos gastrectomizados, que são: a síndrome precoce e a síndrome tardia.

A sintomatologia da síndrome precoce aparece durante ou imediatamente depois das refeições (30 a 60...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town