Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Biológicas > Farmácia

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Publicidade

Trabalho em Destaque

Título: Expressionismos: Visão da Realidade: O poder expressionista da fotografia estética e em movimento

TIDIR – Expressionismos: Visões da Realidade: O poder expressionista da fotografia estática e em movimento Belo Horizonte 2009 Proposta Partiremos de duas proposições, sendo a primeira a de que, desde o início do cinema, a intensidade de imagens que diferenciam…

Publicidade

Sarcocystis, Isospora, Balandidium

Trabalho enviado por: Rodrigo Favaro

Data: 06/09/2005

Sarcocystis, Isospora, Balandidium


INTRODUÇÃO

Sarcocystis

O gênero Sarcocystis Lankester, 1882, era conhecido, até alguns anos atrás, somente pelos seus citos polizóicos intramusculares.Entre as principais alterações de sistemática, a mais importante foi a caracterização desse grupo como coccidíos e sua inclusão no filo Apicomplexa.

Em 1884, Miescher observou, pela primeira vez, a presença de cistos de Sarcocystis na musculatura esquelética de ratos.

Esse gênero compreende protozoários obrigatoriamente heteroxenos com multiplicação assexuada no hospedeiro intermediário(presa).Neste,a ultima geração de merontes(sarcocistos),definitivo(predador),onde evoluem diretamente para gametas no intestino.Outra característica do gênero é que a esporogônia do oocisto ocorre no intestino do hospedeiro definitivo que saem esporulados junto com as fezes.Espécies que parasitam o homem:S.hominis(Railliet & Lucet,1891),Dubey,1976 e S. suihominis(Tadros & Laarman,1976),Heydorn,1977 e numerosas como espécies típica do homem, representa na realidade sete tipos morfológicos, cada um pertencendo a uma ou varias espécies diferentes que se assemelham àquelas que ocorrem em animais,principalmente primatas.

O homem é hospedeiro definitivo das duas espécies que podem causar alterações do transito intestinal. Este protozoário é encontrado formando cistos entre fibras musculares, principalmente a do diafragma, língua, coração e musculatura estriada das extremidades.

Isospora

O gênero Isospora Schneider,1881, já conhecido há muito tempo como parasita do homem. A I.hominis, por suas características morfológicas e biológicas, se encontra atualmente classificada como um membro do gênero Sarcocystis.

O membro de gênero Isospora são coccidios que apresentam oocisto com dois esporocisto e com quatro esporocistos dentro de cada um. São geralmente homoxenos (monoxeno) e apresentam ciclo evolutivo típico de coccidio, com multiplicação assexuada (merogonia) e sexuada (gametogonia) que terminam com a formação de oocistos nas células do intestino do hospedeiro.

Nesse gênero, duas espécies tem sido encontrada parasitando o homem: I.belli (Woodcock,1915), Wenyn,1923 e I.natalensis Elsdon – Dew,1953.

Patologia rara ate o aparecimento da síndrome de imunodeficiência adquirida, com os primeiros casos, no Brasil, em São Paulo (1925, 1928, 1934 e 1936)...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town

Publicidade