Zé Moleza | TCC, monografias e trabalhos feitos. Pesquise já!

Você está em Trabalhos Acadêmicos > Biológicas > Farmácia

Favoritos Seus trabalhos favoritos: 0

Trabalho em Destaque

Título: Tubos e conexões

Tubos e conexões Unoesc 2009 Sumário Introdução 1 Tubulações 2.1 Tubos de PVC 2.2 Tubos de Aço Carbono 2.4 Tubos de Cobre 2.5 Tudo de Polietileno (PE) 2.6 Tubos e Conexões de Ferro Fundido 2.7 Tubos de Concreto. 2.8 Tubos…


Publicidade



Publicidade

Homeopatia

Trabalho enviado por: Ana Paula Montagnoli da Silva

Data: 22/04/2003

Homeopatia


História da Homeopatia

Homeopatia é uma palavra de origem grega que significa Doença ou Sofrimento Semelhante. Foi criada e desenvolvida pelo médico Christian Friedrich Samuel Hahnemann, natural de Meissen, na Alemanha, nascido em 10 de abril de 1755. Faleceu em Paris, a 2 de julho de 1843. Hahnemann formou-se em medicina aos 24 anos na Universidade de Leipzig, na Alemanha, onde inicio sua carreira como médico. Durante sua prática, Hahnemann foi se desiludindo com a medicina da época, tão agressiva e perigosa que muitas vezes os pacientes morriam em decorrência do tratamento; percebia que não havia um princípio lógico na administração dos remédios.

Após 10 anos de exercício da profissão, em 1789, deixou de clinicar e passou a dedicar-se somente à tradução de livros. Certo dia um de seus filhos ficou gravemente enfermo, surgindo, então, na mente de Hahnemann a idéia e a convicção de que deveria existir uma terapêutica lógica e eficaz, passando a buscar ardorosamente essa verdade. Em 1790, ao traduzir um livro de Willian Cullen, chamou-lhe a atenção a descrição dos quadros de intoxicação por quinino (que na época já era indicado parar o tratamento da malária) e sua notável semelhança com o quadro clínico da doença conhecida como febre dos pântanos - a malária. Percebeu, assim, o Princípio da Semelhança que, posteriormente deveria originar toda a base do tratamento homeopático. A partir dessa constatação, passou a fazer experimentações com China officinalis (quinino) em si mesmo e em outras pessoas, verificando o aparecimento de acessos de febre intermitente tal como previa, isto é, semelhantes àqueles verificados na malária. Esse fato o impressionou muito e pôs-se a imaginar se o mesmo não aconteceria com outras substâncias; a partir desse momento passou a experimentá-las em si mesmo, em seus filhos, esposa e amigos, anotando cuidadosamente todos os sintomas que apareciam após a ingestão de cada uma delas. Entretanto, é nos primórdios da medicina, exatamente nos escritos de Hipócrates (460 - 377 a.C.), médico grego considerado "Pai da Medicina", que encontramos essa verdade terapêutica. Hipócrates enunciou dois princípios pelos quais pode-se obter uma cura: o princípio da semelhança - Silmilia Similibus Curantur (os contrários se curam pelos contrários), ver figura 2.1.1. Este último princípio foi adotado pelo médico grego Claudius Galeno (131 - 201 d.C) e por toda medicina ocidental praticada a partir dele, chegando até os nossos dias, na qual os tratamentos são feitos principalmente à base de antis: Antiinflamatório, antipirético, antibiótico, antiespasmódico, etc. Com sua descoberta, Hahnemann voltou a clinicar e continuou a experimentar um número cada vez maiores de substâncias. Após seis anos de intenso trabalho e observação clínica e rigorosa, em 1796, publicou seu primeiro artigo sobre o assunto e, em 1810,...

Para ver o trabalho na íntegra escolha uma das opções abaixo

Ou faça login



Crie seu cadastro




English Town