Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Antropologia e Serviço Social

Trabalho por josevaldo pereira cavalcante, estudante de Serviço Social @ , Em 30/11/-0001

5

Tamanho da fonte: a- A+

Antropologia e Serviço Social


UNOPAR
2009

 

 

 

Introdução

Este trabalho tem como objetivo apresentar a ciência antropológica, seu objeto de estudo e os conceitos fundamentais. Discutir a formação e o desenvolvimento do pensamento antropológico a partir das principais escolas teórico-metodológicas. Analisar a contribuição da antropologia para a compreensão da realidade brasileira. Estabelecer a relação entre antropologia e o serviço social.

 

Desenvolvimento

A antropologia é o estudo do Homem na sociedade, desde o tempo antigo até os dias atuais. O seu comportamento perante a sociedade e suas mudanças no decorrer da história. Num serviço social é preciso ter a visão do homem perante a sociedade atual. Isso ajuda no desempenho do seu trabalho além de entender alguns problemas que ocorrerão.

Baseado nesse conceito a antropologia é o elo, a corrente para que o profissional na área do Serviço social possa desempenhar bem o seu papel. Conhecer o homem na sua essência, respeitando sua individualidade é um trabalho complexo um desafio aos futuros Assistentes Sociais.

Os assistentes sociais se depararam com diversos grupos sociais, cujos interesses nem sempre irão corresponder aquilo que vocês irão julgar como o melhor e o mais importante para suas reais necessidades. Então, os conhecimentos antropológicos irão auxiliá-los a estabelecerem uma atitude profissional que lhes permitam conciliar seus conhecimentos técnico-científicos com as necessidades e interesses dos seus usuários.

As ramificações da Antropologia: Antropologia Pré-Histórica, Antropologia Física ou Biológica; Antropologia Social, Cultural e Etnologia. O desenvolvimento da Antropologia ao longo da história e as principais escolas antropológicas: Evolucionismo; Escola Sociológica Francesa; Difusionismo, Funcionalismo e Estrutural Funcionalismo; Culturalismo; Estruturalismo; Interpretativismo e Antropologia Crítica. O desenvolvimento da Antropologia no Brasil. A contribuição da ciência antropológica para o Serviço Social.

O objeto de estudo do serviço social é as expressões da questão social privilegiando uma intervenção investigativa, através da pesquisa e análise da realidade social, atuando na formulação, execução e avaliação de serviços, programas e políticas sociais que visam à preservação, defesa e ampliação dos direitos humanos e a justiça social. É necessário conhecer o ser humano para que possa ajudá-lo e a antropologia possibilita esse estudo preliminar, procurando entender à vida das pessoas, sua reação em determinadas situações, como a ser humano se comporta ao longo do tempo.

No exercício da sua prática cotidiana, o Assistente social além de se deparar com dificuldades que são inerentes à sua natureza, seu objetivo de intervenção, ainda tem que enfrentar problemas sobre os quais não pode exercer nenhuma influência direta, visto que envolvem um conjunto de saberes, relações de forças e poder articulados pelas distintas esferas que fazem parte de uma sociedade.

O estudo antropológico busca estudar o desenvolvimento das sociedades humanas no mundo, os comportamentos dos grupos humanos, as origens da religião e os costumes. O assistente social precisa ter a visão do homem perante a sociedade atual e no exercício de sua profissão, orientando na resolução de problemas no contexto das relações humanas fazendo com que as pessoas se empenhem na melhoria do bem estar.

As sociedades contemporâneas caracterizam-se por processos sociais e culturais em mutação permanente e por contextos internacionais complexos, cujo impacto na vida pessoal e coletiva das populações provoca rupturas e transformações mais ou menos profundas.

Por conseguinte, os conteúdos programáticos desta unidade curricular pretendem traduzir áreas de problematização que a antropologia tem aprofundado a partir do trabalho de campo em diversificadas realidades societais.

 

A Antropologia tem como objetivos específicos:

Refletir sobre a pluralidade de vivências e de representações dos atores sociais a partir de dentro e de baixo, isto é, das suas práticas microscópicas e singulares.

Promover uma análise crítica dos processos reificantes sobre a realidade enquanto totalidade socio-espacial homogênea.

Identificar "terrenos" e territórios de sociabilidade, como