Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Motivação

Trabalho por Charla, estudante de Serviço Social @ , Em 15/04/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

MOTIVAÇÃO

"Merecem louvor os homens que em si mesmos encontraram o impulso, e subiram nos seus próprios ombros "

(Séneca)


Introdução

Observa-se que existe uma preocupação sobre a motivação em inúmeros estudos. Diversos pesquisadores vem investigando a motivação em relação à definição, mensuração e aplicação deste componente para o dia-a-dia . Pode-se concluir que a motivação é um aspecto tal quanto importante quanto o aspecto físico.

Compreender a motivação humana tem sido um desafio para muitos administradores e até mesmo psicólogo. Várias pesquisas têm sido elaboradas e diversas teorias têm tentado explicar o funcionamento desta força que leva as pessoas a agirem em prol do alcance de objetivos.


Motivação

Conjunto de forças internas  que mobilização o indivíduo para atingir um dado objetivo como resposta a um estado de necessidade, carência ou desequilíbrio.

A palavra motivação vem do latim movere , que significa "mover". A motivação é, então, aquilo que é susceptível de mover o indivíduo, de o levar a agir para atingir algo (o objetivo), e de lhe produzir um comportamento orientado.

  A motivação mobiliza os indivíduos para suas ações e, para isto, temos que considerar a necessidade de um ambiente estimulante.

Motivação é um conceito muito importante e complexo para a psicologia, particularmente no que diz respeito às teorias da aprendizagem. Atribuímos à motivação tanto a facilidade quanto a dificuldade que um indivíduo tem em aprender coisas ou em esforçar-se para modificar situações indesejáveis de sua vida.

Em psicologia, motivação é a força propulsora (desejo) por trás de todas as ações de um organismo.

A motivação é baseada em emoções, especificamente, pela busca por experiências emocionais positivas e por evitar as negativas, onde positivo e negativo são definidos pelo estado individual do cérebro, e não por normas sociais: uma pessoa pode ser direcionada até à auto-mutilação ou à violência caso o seu cérebro esteja condicionado a criar uma reação positiva a essas ações.

O QUE MOTIVA AS PESSOAS

- Reconhecimento;

- Ser tratado como pessoa;

- Ser tratado de modo justo;

- Ser ouvido;

- Desafios;

- Novas oportunidades;

- Orgulho do próprio trabalho;

- Condições de trabalho adequadas:

- Sensação de ser útil;

- Ser aceito como é.

Ciclo motivacional:  

1. Necessidade. É o motivo, a razão de ser da ação. É provocada por um estado de desequilíbrio devido a uma carência ou privação (ex.falta de alimento no organismo).

2. Impulso ou pulsão. É a atividade desenvolvida pela necessidade ou motivo, isto é, a energia interna que impele o indivíduo a agir num dado sentido. (Ex.força que move o indivíduo para obter comida). 

3.Resposta. É a atividade desenvolvida e desencadeada pela pulsão para atingir algo. (ex.procurar comida). 

4.Incentivo. É o objetivo para o qual se orienta a ação. (Ex. ingerir o alimento). 

5.Saciedade. É a satisfação decorrente de se ter atingido o objetivo pretendido (depois de se ter ingerido o alimento, a fome desaparece).

Tipos de Motivação

1.Motivações fisiológicas (primárias, básicas, biológicas, orgânicas): as que estão ligadas à sobrevivência do organismo e não resultam de uma aprendizagem. Elas provocam no organismo certos impulsos para o restabelecimento do seu equilíbrio. Estas motivações encontram-se estreitamente ligadas com determinado estado interno do organismo. Exemplos: respiração, fome, sede, sexo, evitar o frio e o calor, sono, etc.  A homeostasia designa o mecanismo que regulação o equilíbrio interno do organismo.

2. Motivações sociais (secundárias, culturais): as que dependem essencialmente de aprendizagens, isto é, foram adquiridas no processo de socialização. Exemplos: Necessidade de convivência (afiliação),