Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Psicologia e Religião - Pesquisa

Trabalho por Cristiano, estudante de Psicologia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Psicologia e Religião - Pesquisa


Na pesquisa realizada foram consultados 106 adolescentes entre 14 e 18 anos, destes 54 do sexo masculino e 52 do sexo feminino. Residentes da cidades de Formiga, Divinópolis, Araújo e Itatiaiucu.

Entre os adolescentes consultados, 92% dos homens acreditam em Deus e o mesmo percentual diz ter uma religião. No caso das mulheres 94,5% acreditam em Deus e 50 dizem ter religião. O que nos leva a concluir que não há diferença considerável quando o assunto é religiosidade, entre os sexos.

Dos adolescentes masculinos 42,6% estão cursando do 2º grau, ou seja, 42,6%, 30 estão de 5ª a 8ª série, que correspondem a 55,6% e o restante 1,8% cursam o nível superior.

Em relação ao sexo feminino, 61,5% cursam o 2º grau, 33,3% estão cursando de 5ª a 8ª série e 6,3% estão no 3º grau.

Quanto à questão renda familiar, 27, 3% estão situados na faixa de 1 a 3 salários mínimos, 27 ou 25,5%, da faixa de 4 a 6 SM, de 7 a 10 SM tem-se 31 dos entrevistados, ou 29,2%. Já os que têm renda familiar acima de 10 SM representam 18% ou em números absolutos 19 dos adolescentes entrevistados.

Do total de adolescentes entrevistados, 23 moram na zona rural, que eqüivalem a 21,7% e 83 , ou 78,3% moram nas zonas urbanas das quatro cidades onde a pesquisa foi aplicada. E destes 22 moram em cidades com até 10.000 habitantes ou seja 95,5% dos adolescentes.

Dos moradores de zona rural, apenas 1 diz não ter religião, embora acredite em Deus.

Daqueles que habitam em zona urbana 4 responderam não saber se acreditam em Deus, e dois professam a religião católica, que é a mesma de seus pais. Os outros dois dizem não ter religião alguma.
Ainda em relação adolescentes que moram em zona urbana tem-se 6 que afirmam acreditar em Deus, mas não ter religião. Destes dois responderam ter a mesma religião de seus pais. Os outros afirmam ter uma crença diferente de seus pais. Quatro responderam não saber se acreditam em Deus, mas dois afirmam ter religião e ser a mesma de seus pais.

Do total dos entrevistados 43 ou 40,6% moram em cidades com até 10.000 habitantes, 20,75% moram em cidades entre 10.000 e 100.000 habitantes e o restante, ou seja 41 que correspondem a 38,6% residem na cidade com mais 100.000 habitantes. Desses, apenas 2 dizem não saber se acreditam em Deus, um diz ter religião sem especificar, e o outro não tem religião. Os outros quarenta acreditam em Deus e professam uma religião.

Dos adolescentes que residem em cidades com até 10.000 habitantes, um não sabe se acredita em Deus, dois acreditam, mas não têm religião e 39 acreditam em Deus e têm uma religião.

Dos 22 entrevistados que moram em cidade entre 10.000 e 100.000 habitantes, 21 ou 95,5% acreditam em Deus têm religião, e apenas um diz não saber se acredita e não tem religião.

Quarenta e seis dos homens disseram ser da religião católica, que representa 85,2%, entre as outras alternativas a Espírita e a Protestante tiveram um seguidor cada e as Evangélicas 3.

No sexo feminino 47 são católicas, ou 90,4%, a Espírita, assim como a Evangélicas teve apenas uma seguidora cada.

Das mulheres que responderam ter uma religião, apenas 30,7% afirmaram viver todos os princípios de sua religião, maioria 54% diz praticar poucos princípios, 5 disseram viver muito pouco esses princípios e 5,7% diz não praticar nenhum princípio. Do universo feminino, 90% têm a mesma religião de seus pais, enquanto o restante, responderam, ter outra religião,