Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Importância do Brincar e do Jogo na Educação Infantil

Trabalho por Lucila Back ferreira, estudante de Pedagogia @ , Em 06/05/2010

5

Tamanho da fonte: a- A+

A Importância do Brincar e do Jogo na Educação Infantil

2009

 

 

 

RESUMO

O trabalho aborda alguns aspectos sobre a importância do jogo, do lúdico e do brincar, no cotidiano de uma criança, tanto na vida escolar como fora dela, e tem como objetivo geral pesquisar o significado do mesmo para a Educação Infantil. Sendo o tema desse estudo o jogo e a Educação Infantil, o estudo se fez através das bibliografias referentes ao tema para que se pudesse fundamentá-lo com teóricos da área. O estudo também buscou aprimorar seu embasamento em conversas informais com professores que atuam na Educação Infantil e nas Séries Inicias do Ensino Fundamental. A nova maneira de como a sociedade moderna vê a criança, fez com as políticas públicas voltassem seus olhares para o mundo infantil. Neste sentido as instituições que atendiam as crianças, chamadas até então de creches estão se transformando em escolas de Educação Infantil, um avanço necessário para o mundo moderno, visto que a sociedade cobra da escola o que não pode mais prover em casa.

O brincar e o brinquedo assumem definitivamente seu papel perante os educadores que agora sabem, que o lúdico das brincadeiras é uma preparação para a vida adulta, um jogo dotado de simbologias que a criança interpreta muito bem e a compartilha com seus amigos, socializando-se e desenvolvendo-se. As conclusões apenas reforçam as várias teorias a respeito, como as de Piaget e Vygotsky, que contribuíram muito para os educadores atuais. Ao professor de Ensino Fundamental e Educação Infantil fica a idéia de considerar o brincar não apenas como uma forma da criança interagir e sim de inter-relação, com ela e com os outros, e este com o mundo que o cerca, sendo assim uma maneira de atuação no mundo.

Palavras-chave: Educação Infantil – Criança – Jogo – Brincar – Brincadeira.

 

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO
1 EDUCAÇÃO INFANTIL
1.1 A CRIANÇA NO MUNDO ATUAL
1.2 A CRIANÇA E O BRINQUEDO
2 O JOGO NO CONTEXTO ESCOLA: PRÁTICA DOCENTE
2.1 O BRINCAR
2.2 O EDUCAR
2.3 O PROFESSOR E SUA RELAÇÃO COM A BRINCADEIRA DA CRIANÇA
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

INTRODUÇÃO

O motivo que nos levou a escolher esse tema sobre a importância do brincar e do jogo da Educação Infantil, somo nós. Sim, nós mesmos, pois ainda hoje nos lembramos das brincadeiras de infância com amigos, com as panelinhas, com as bonecas, e uma doce nostalgia toma conta de nós em alguns momentos de nossa vida. Hoje quando vemos uma criança sentimos uma tristeza ao ver que nem todas possuem a imaginação que nós tínhamos, por isso quando o filho, muitas vezes nos pergunta do que ele vai brincar. Ele fica decepcionado com a resposta que geralmente damos: - Ora, meu filho Invente!

Percebemos que a capacidade de inventar alguma brincadeira está cada vez mais escassa no mundo infantil. Nós brincávamos até com galhos de árvores, sabugo de milho, casinha, mesmo porque não havia tanta variedade de brinquedos nas lojas, e os que tinham eram caríssimos. A moda do brinquedo do Paraguai ou da 1,99 não existia. Os brinquedos eram mais caros e em compensação duravam mais.

Mas a questão aqui não está nos brinquedos, mas sim de como o brincar marca nossas vidas e infelizmente as crianças de hoje estão perdendo a capacidade de inventar brincadeiras, elas querem o brinquedo pronto, aquele que faz tudo. A imaginação deu lugar a tecnologia, onde as luzes e os sons dos brinquedos encantam aos olhos de qualquer pessoa, inclusive o adulto.

Por outro lado vivíamos até os seis anos de idade com a família dentro de casa, brincando na rua, com os parentes, com amigos, com irmãos e até mesmo com