Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Karl Marx e Max Weber

Trabalho por Maria Cristina A. dos Santos, estudante de Ciências Sociais @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Max e Weber


Como são as relações entre as classes sociais discritos por Marx ?

Segundo Marx, toda história é uma luta entre a classe dominante e a classe dominada, e todas as sociedades têm sido dilaceradas por esse conflito. As sociedades do passado tentaram manter sob controle a classe explorada através de organizações políticas elaboradas, leis, costumes, tradições, ideologias, religiões e rituais.

As desigualdades sociais são provocadas pelas relações de produção do sistema capitalista, as quais dividem os homens em proprietários e não -proprietários dos meios de produção. Há uma relação de exploração entre a classe dos proprietários, a burguesia, e a dos trabalhadores, o proletariado, porque a posse dos meios de produção, sob a forma legal de propriedade privada, faz com que us trabalhadores, para assegurar a sobrevivência, tenham de vender sua força de trabalho ao empresário capitalista, o qual se apropria do produto do trabalho de seus operários.

Essas relações são de oposição e antagonismo, porque os interesses de classes são inconciliáveis. O capitalista deseja preservar seus direitos à propriedade dos meios de produção e dos produtos e à máxima exploração do trabalho do operário, seja reduzindo os salários, seja ampliando a jornada de trabalho. O trabalhador,procura diminuir a exploração ao lutar por menor jornada de trabalho, melhores salários e participação nos lucros.
As relações entre as classes são complementares, pois só existe em relação à outra. Só existem proprietários porque há uma massa de despossuídos cuja única propriedade é sua força de trabalho, que precisam vender para assegurar a sobrevivência. As classes sociais são, pois, complementares e interdependentes.

Marx acreditava que a propriedade privada dos principais meios de produção era o centro do sistema de classes. Para as pessoas se tornarem verdadeiramente livres, afirmava ele, os meios de produção deviam pertencer à comunidade como um todo. Com a igualdade econômica e social daí resultante, todas as pessoas teriam uma oportunidade para seguir suas próprias inclinações e empregar criativamente o seu tempo de lazer. Desapareceriam, então, as instituições e os costumes injustos. Tudo isso, dizia Marx, acontecerá quando o proletariado se revoltar contra a burguesia.