Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Primeiros Socorros

Trabalho por Bruna Vierira Nascimento, estudante de Diversos @ , Em 24/01/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

Primeiros Socorros


Definimos como primeiros socorros de urgência os cuidados imediatos para o indivíduo acidentado até que seja providenciada assistência médica mais específica.Tem que se ter uma noção nos sinais vitais como temperatura corpórea, pulso, respiração e pressão. 


Sinais vitais
 

Temperatura: Pode ser representada pelo equilíbrio entre o calor produzido pelos tecidos e o calor perdido no meio ambiente. Temos o termômetro que determina a temperatura, a escala vai de 35 a 42 graus centígrados, deixando 5 min na região axilar, podemos retirar, em adulto pode variar de 36,2 a 37ºC.

Alguns fatores que podem alterar a temperatura, fatores fisiopatológicos:

  • Fisiológicos- atividades físicas, processo digestivo, ovulação, estados emocionais, etc...
  • Patológicos- infecções, traumatismo craniano, tumores, desidratação, etc...

Pulso: A verificação do pulso é uma maneira indireta de aferir a freqüência cardíaca através da palpação, pode se verificar a existência de pulsações nas artérias superficiais, deve se ter conhecimento que que o pulso é a percepção da onda sanguínea dentro do vaso, o bombeamento cardíaco.

Respiração: É de vital importância para a manutenção da vida, pois a não oxigenação dos tecidos poderá levar ao óbito então é impressindivel a verificação da condição da respiração. O aparelho respiratório é constituído pelos pulmões e vias aéreas – nariz, faringe, laringe, traquéia, brônquios, bronquíolos e alvéolos.

Em média o homem respira de 16 a 20 vezes por minuto, alguns cuidados devem ser tomados para a verificação da respiração, deve ser feita sem que o paciente perceba, pois, o mesmo pode mudar e então pode se obter resultados inexatos, deve se observar o número de movimentos respiratórios por minuto, se a respiração é profunda ou superficial, e se mantém regular o seu ritmo. 

Pressão arterial: Define se como sendo a pressão exercida pelo sangue na parede das artérias.

Alguns fatores que são responsáveis pela alteração da pressão:

  • Fatores fisiológicos – postura, atividade física, emoções, temperatura ambiente, idade e sexo.
  • Patológicos – hemorragia, estresse, dor, cardiopatia, nefropatia, afecções vasculares. 

Orientações para a avaliação da pressão arterial:

  • Manguito – O manguito transmite a artéria a pressão necessária para sua oclusão e,conseqüentemente, a identificação de sons com o estetoscópio, a medida que se reduz a pressão, quando o manguito é muito estreito em relação a circunferência do braço a pressão é falsamente alta, quando o manguito está largo é falsamente baixa.
  • Técnica Habitual – A pressão varia continuamente de acordo com os estímulos e necessidades internas do organismos, é importante que o verificador mantenha se calmo e conheça a técnica para para não transmitir insegurança para o indivíduo que vai ser aferido. 


Desmaios e Lipotimia
 

A pessoa acometida de desmaio tem a impressão morte próxima, encontra se sempre pálido e sudoréico, não sendo prontamente atendido pode perder a conciência momentaneamente.

É comum pessoas leigas confundirem desmaios com vertigem, no desmaio, a vítima não tem sensação giratória e sua mente fica perturbada, o desmaio é comum em ambientes fechados, onde está muito calor, e pouca circulação de oxigênio, o portador possui vasocontrição cerebral momentânea, com isso a massa encefálica recebe menos oxigênio ai tem se o desmaio. Outra causa é o jejum prolongado ou subnutrição, é comum em quem faz regime alimentar por conta própria.

Fazer a vítima abaixar a cabeça ou deitar com a cabeça baixa faz com que estas sensações sumam em alguns minutos. 


Convulsões
 

São contrações dos músculos tônicas e clônicas, tônicas são aquelas que os músculos endurecem, clônicas são mais superficiais e menos duradouras.

As convulsões se instalam, na maioria das vezes, subitamente. Em alguns casos a vítima sente algo antes de iniciar a crise, como dores de cabeça, tonteiras, náuseas ou odores estranhos, depois da crise há quase sempre eliminação involuntária