Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Orações Subordinadas

Trabalho por Patrícia Ingrid M. Branco Luiz, estudante de Colegial @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Orações Subordinadas 


Orações Subordinadas Substantivas

Esse tipo de oração recebe esse nome porque exerce uma função própria dos substantivos: objeto direto, objeto indireto, sujeito, predicativo, completiva nominal e aposto.

Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta

A Oração Subordinada Substantiva Objetiva Direta funciona como objeto direto da Oração Principal.

EX¹: Vinícius pensava /que seu emprego estava perdido.

Ex² : Soube /que você não gosta de dançar.

Ex³ : Eu vi /que você estava muito triste na Hora do Recreio.


Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta

A Oração Subordinada Substantiva Objetiva Indireta funciona como objeto indireto da Oração Principal.

Ex¹ : Eu lembro /de quem você gostava.

Ex² : Eu não gosto /de quem maltrata os animais.

Ex³ : Vinícius duvidou /de que sua vida estava em jogo.

Oração Subordinada Substantiva Subjetiva

A Oração Subordinada Substantiva Subjetiva funciona como sujeito da Oração Principal.

Ex¹ : Era provável que Pedro e Vinícius brigassem.

Ex² : Era conveniente que Bruno e Vinícius estudassem.

Ex³ : Que você nade é urgente.


Oração Subordinada Substantiva Predicativa

A Oração Subordinada Substantiva Predicativa funciona como predicativo da Oração Principal.

Ex¹ : O certo /é que ficaríamos separados.

Ex² : O conveniente /é que você não tenha discriminação.

Ex³ : O importante /é que haja preconceito.


Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal

A Oração Subordinada Substantiva Completiva Nominal funciona como complemento nominal da Oração Principal.

Ex¹ : Sou a favor /de que a condenem.

Ex² : Vinícius tinha a necessidade /de que sua namorada fosse morta.

Ex³ : Tenho medo/ de que me traias.


Oração Subordinada Substantiva Apositiva

A Oração Subordinada Substantiva Apositiva funciona como aposto da Oração Principal.

Ex¹ : Só queremos uma coisa: /que você morra.

Ex² : Vinícius sentia uma coisa:/ que algo iria acontecer.

Ex³ : Bruno queria apenas uma coisa:/ que fosse aprovado no Vestibular.

 

Orações Subordinadas Adjetivas

As Orações Subordinadas Adjetivas funcionam como um caracterizador de um termo da Oração Principal.

As Orações Subordinadas Adjetivas classificam-se em Restritivas e Explicativas.

Oração Subordinada Adjetiva Restritiva

Restringem a significação do nome que se refere.

Ex¹ : O homem /que fuma/ vive pouco.

EX²: Os jogadores /que foram convocados /morreram atropelados.

Ex³ : O homem/ que trabalha/ vence na vida.

Oração Subordinada Adjetiva Explicativa

Não restringem a significação do nome; pelo contrário, acrescentam uma característica que é própria do elemento a que se refere.

Ex¹ : Letícia gosta daquele menino/, que tem olhos azuis,/ que é do 3° Ano.

EX² : Lucas/, que já esta velho,/ já esta casado.

Ex³: Edson/, que ainda é novo,/ já esta na Faculdade Nacional de Direito.

 

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais são, conforme definidos anteriormente, aquelas que exercem a função sintática de adjunto adverbial, função própria do advérbio.

Oração Subordinada Adverbial Casual

Exprime uma circunstância de causa, aqui atendida como motivo, ou seja, aquilo que determina ou provoca um acontecimento.

Ex¹ : Vinícius foi despedido/ uma vez que não obedeceu o seu patrão.

Ex² : Pedro saiu de casa/ já que se separou de sua mulher.

Ex³ : Ricardo não gostou