Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Turismo Religioso

Trabalho por Carolina Malleb Machado de Souza, estudante de Turismo @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

TURISMO RELIGIOSO


INTRODUÇÃO

O presente trabalho ministrado pela professora Lélia Santiago, da disciplina de língua portuguesa para o Turismo II, tem como objetivo propiciar um maior conhecimento do turismo religioso da Cidade do Natal, onde o mesmo é muito pouco explorado e se da mais ênfase aos recursos naturais.

O turismo religioso abrange vários aspectos dentro da concepção dos diversos tipos de turismo que é o caso dos Museus, pontos históricos, cidades históricas etc.


1. DEFINIÇÃO

O conjunto de atividades com utilização parcial ou total de equipamentos e a realização de visitas a locais que expressam sentimentos místicos ou promovem a fé, a esperança e a caridade aos crentes ou pessoas vinculadas a religiões, denomina-se turismo religioso.

1.1 TIPOS DE TURISMO RELIGIOSO

O turismo religioso ocorre de forma individual ou organizada, em programas cujos objetivos se caracterizam como romaria, peregrinação e penitência, de acordo com os objetivos religiosos, dogmáticos e morais dos fiéis visitantes. Sendo que, romaria é quando alguém, por livre disposição e sem pretender recompensas materiais ou espirituais, viaja a lugares sagrados; a peregrinação é a visita a lugares sagrados para cumprir promessas ou votos anteriormente feitos a divindades ou a espíritos bem aventurados e a penitência é quando se está empenhado em redimir-se de suas culpas ou de seus pecados, de forma livre ou por conselho de líderes religiosos, se dirige a locais sagrados ou a outros lugares, em espírito de arrependimento.

Esse tipo de turismo é o que mais cresce, porque - além dos aspectos místicos e dogmáticos - as religiões assumem o papel de agentes culturais importantes, em todas as suas manifestações de proteção a valores antigos, de intervenção na sociedade atual e de prevenção no que se diz respeito ao futuro dos indivíduos das sociedades.


2. TURISMO RELIGIOSO NO BRASIL

Atualmente, numa época em que cada vez menos se acredita que a fé move montanhas (por imperar a cinética monetária), paradoxalmente cresce a multidão daqueles que se movem pela fé. Principalmente nas férias e feriados prolongados. Nesses períodos além de repovoar praias e montanhas mais badaladas, muitos se retiram para reflexões mais introspectivas, em busca de suas verdades interiores. O clima místico de um recanto da natureza ou de um espaço tido como sagrado costuma ajudar nesse objetivo. E além dos cristãos mais convictos, que não dispensam a oportunidade de uma visita periódica a Basílica de Nossa Sra. Aparecida ou que se abalam em fervorosas romarias para Juazeiro do Norte, instados pela devoção ao "Padinho Ciço", cresce o número daqueles que vão a busca de locais onde possam "encontrar a si mesmos", buscar uma nova motivação para suas vidas ou, simplesmente zerar o estresse nos chamados Santuários Religiosos.

2.1 PRINCIPAIS EVENTOS RELIGIOSOS

Círio de Nazaré - Festa, Emoção e Fé.

Círio é uma enorme manifestação religiosa que atrai pessoas de diferentes partes do Brasil e do mundo. Na véspera do grande dia, pela manhã, acontece a Romaria Fluvial do Círio de Nazaré, com a imagem da Santa saindo da Vila de Icoaraci, até o porto de Belém e a noite a Transladação, uma procissão noturna, em que o povo conduz a imagem de Nossa Senhora de Nazaré desde a capela do Colégio Gentil Bittencourt até a Catedral Metropolitana de Belém (Igreja da Sé), fazendo um espetáculo indescritível e inesquecível. Na manhã de Domingo, o segundo de outubro, a romaria do Círio sai da Catedral, seguindo um percurso de aproximadamente 3 Km nas principais ruas de Belém, conduzida por mais de um milhão de fiéis.

A FESTA - Além do aspecto religioso, o Círio de Nazaré é a festa máxima do povo paraense. Durante esse período, Belém se transforma num cenário da mais bela demonstração de religiosidade popular, mas a cidade também ganha uma alegria contagiante, pois o Círio