Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Influência e Características do Folclore Brasileiro

Trabalho por Aline Amaral de Castro, estudante de Turismo @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Influencia e Características do Folclore Amazônico

INTRODUÇÃO

Todos os povos possuem tradições, crendices e superstições, que transmitem através de lendas, contos, narrativas, provérbios e canções. Esses veículos de expressão popular passam de uma geração a outra, e ficam pertencendo a determinado povo, de tal modo que desconhecemos seus autores. Além disso, os povos possuem usos e costumes peculiares, fabricam produtos manuais e executam artesanatos que os distinguem em particular.

O trabalho que se desenvolverá a seguir tem como objetivo retratar alguns fatos do folclore amazônico, mostrando as influências por ele recebidas, suas lendas e danças, que são característica própria de nossa região.

Esperamos através deste enriquecer o conhecimento do leitor em torno do folclore amazônico, mostrando ao mesmo, o quanto nossas crendices e características populares são ricas e valiosas.


ORIGEM DA PALAVRA FOLCLORE

A maior parte das culturas populares forma-se quando há uma diferenciação violenta entre classes sociais: a classe mais pobre, sem acesso à cultura dos ricos, desenvolve costumes e instituições próprios. Geralmente, essa cultura é oral, pois os que a desenvolvem não têm o domínio da escrita. Assume, a cultura popular sofre constante transformação: a tradição é mantida, mas sempre atualizada.

A Revolução Industrial provocou um distanciamento enorme entre as camadas superiores e as mais baixas da sociedade. O povo continuou mantendo a cultura oral que herdara da Antiguidade e Idade Média. Durante o século XIX, a cultura popular começou a despertar o interesse de estudiosos, que iniciaram um trabalho dessa tradição cultural. Em 1846, então, o inglês William John Thoms designou essa cultura com o nome de folklore, cujo significado era "saber popular" ou em alguns livros podemos encontrar o significado "saber vulgar".

Apesar de ter se desenvolvido há relativamente pouco tempo, o folclore brasileiro é um dos mais ricos do mundo. Isso porque houve no Brasil uma nítida diferenciação entre as classes, reforçadas pelas diferenças de raças e pela distribuição da população em grandes espaços, o que contribuiu para o distanciamento entre os vários grupos.

O folclore europeu estava perfeitamente adaptado ao seu continente. Ao chegarem ao Brasil, os portugueses encontraram uma terra de condições totalmente diferentes, com as estações ocorrendo em outra época do ano, além de um ritmo diferente do ano agrícola e da natureza diversa de vegetação.

As manifestações culturais do povo tiveram de ser quase totalmente reorganizada, recebendo também influências da cultura africana e indígena.

A dificuldade de comunicação entre os vários povoamento ocasionou a criação de folclores diferentes para cada região, de acordo com o tipo da população. Desenvolveram-se, assim, manifestações que sobrevivem até hoje, como o samba, o carnaval, as festas juninas e religiosas, a literatura do cordel, o bumba-meu-boi, além de uma série de estória, danças e cantigas.

Essas manifestações são parte de uma cultura que representa o saber do povo brasileiro, surgindo de acordo com o país e sua natureza.

Com a industrialização, os habitantes locais, antes isolados nos seus grupos, passaram a ser incorporados no mercado de trabalho. Isso os obrigou a levar uma vida diferente onde o folclore não teve mais a oportunidade de se desenvolver, pois quem trabalha numa fábrica, a festa de São João, por exemplo, não tem nenhuma relação com as colheitas.

Dessa forma, desenvolvem-se apenas algumas manifestações isoladas O folclore acabou cedendo lugar à cultura de massas, mais estreitamente relacionada com a nova forma de sociedade.

As artes plásticas apresentam, com maior clareza, as três qualidades fundamentais do fenômeno folclórico. A técnica de produção, tradicional no local em que se exerce, foi transmitida assisteticamente de pessoa para pessoa. O artista recebe do ambiente ao mesmo