Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Teoria de Maslow

Trabalho por lara Koury de Carvalho, estudante de Turismo @ , Em 22/02/2004

5

Tamanho da fonte: a- A+

TEORIA DE MASLOW


"São comportamentos motivacionais, que são explicados pelas necessidades humanas(desejos, aspirações, objetivos individuais ou motivos que cada pessoa tem ao longo da experiência vivencial) "

Maslow afirma que a motivação começa com as necessidades fisiológicas, que são prioritárias, pois refere-se aos interesses de sobrevivência, como sede, fome, sexo, etc.

Depois com a necessidades de segurança, que é a proteção contraperigos, doenças e ameaças e meios de evitar riscos. Surge na medida em que as necessidades fisiológicas estejam razoavelmente satisfeitas.

Seguido das necessidades Sociais, que é o trabalho em equipe, e que esta interligada com o desejo de relacionamento com outras pessoas, referindo-se aos sentimentos , afeição, amizade, contato com outras pessoas ou grupos, aceitação , prestígio e consideração, além de desejo de força e de adequação de confiança perante o mundo, independência e autonomia.

Logo depois com as necessidades de Estima, que é o incentivo, referindo-se a auto confiança, realização de conhecimentos por parte das outras pessoas.

Por último a necessidade de auto-realização , que é desejo de se completar, tornando-se realizado em seu potencial, é o desejo do homem de desenvolver e usar seus talentos, aptidões e habilidades, desenvolvimento contínuo ou seja, a tendência de explorar suas potencialidades.

Maslow apresentou essa teoria de motivação de uma maneira em que elas estejam organizadas pela necessidade humana e dispostas em níveis, numa hierarquia de importância e de influência, numa pirâmide, em cuja base estão as necessidades mais baixas (necessidades fisiológicas) e no topo, as necessidades mais elevadas (as necessidades de auto realização)

  • Necessidades Primárias: Necessidades fisiológicas e Necessidades de segurança
  • Necessidades Secundárias: Necessidades sociais, Necessidade de estima e Necessidades de auto-realização.

Para Maslow, as necessidades satisfeitas geram motivação e as não satisfeitas produzem poucas ou nenhuma motivação, sobrevém a frustração do indivíduo que poderá assumir várias atitudes como:

a. Comportamento ilógico ou sem normalidade;

b. Agressividade por não poder dar vazão à insatisfação contida;

c. Nervosismo, insônia, distúrbios circulatórios/digestivos;

d. Falta de interesse pelas tarefas ou objetivos;

e. Passividade, moral baixo, má vontade, pessimismo, resistência às modificações, insegurança, não colaboração, etc.

 A pessoa não fica eternamente frustrada, de alguma maneira a necessidade será transferida ou compensada. Daí percebe-se que a motivação é um estado cíclico e constante na vida pessoal.

Qualquer frustração ou possibilidade de frustração de certas necessidades passa a ser considerada ameaça psicológica. Essa ameaça é que produz as reações gerais de emergência no comportamento humano.

A teoria de Maslow é conhecida como uma das mais importantes teorias de motivação, afirmando em que no momento em que o indivíduo realiza uma necessidade, surge outra em seu lugar, exigindo sempre que as pessoas busquem meios para satisfazê-la. Poucas ou nenhuma pessoa procurará reconhecimento pessoal e status se suas necessidades básicas estiverem insatisfeitas.


CICLO MOTIVACIONAL

É onde começa a surgir uma necessidade que provoca o comportamento, rompendo o estado de equilíbrio do organismo, causando tensão e ação capaz de descarregar a tensão ou livrá-lo do desconforto e do equilíbrio.O indivíduo pode alcançar a satisfação, mantendo o equilíbrio ou não.

Toda vez que o indivíduo se satisfaz, a necessidade deixa de ser motivadora do comportamento, já que não causa tensão ou desconforto.

E quando a pessoa não se satisfaz, acaba não conseguindo se liberar , e não encontrando essa saída normal, essa tensão acaba se tornando atitudes agressivas, depressão, descontentamento, perda de apetite, insônia, etc.