Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

GERMINAL - filme / resumo

Trabalho por Alexandre Rafael Carnieri, estudante de Direito @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Resumo do Filme Germinal


Germinal

Este filme é baseado na história da França, como cidade principal tem-se Montsou, a qual dependia economicamente da mineração. O filme em sua grande maioria ocorria dentro das minas de carvão, onde se mostrava o trabalho árduo dos mineiros.

No contexto de germinal é explanado a vida dos operários de minas, onde trabalhavam sofridamente em busca de dinheiro, e o que recebiam nem dava para manter a sua família. Sendo que todos os integrantes desta família trabalhavam, inclusive as crianças.

Os operários de minas acordavam de madrugada e iam trabalhar sob condições inimagináveis, pois o estado das minas eram péssimos, não tendo nenhuma condição de um ser humano parar de ser mineiro e ter uma vida normal e saudável.

Nas minas não existia nenhum equipamento de proteção, principalmente máscaras, iluminação apropriada, estacas de madeiras que suportassem o solo, para não haver desmoronamento (o que era freqüente acontecer).

Surge então um homem em meio aos trabalhadores das minas que se desespera com grande desigualdade social e com o salário infeliz que recebiam.

O trabalhador sempre em submissão ao ‘leão" empregador, tendo sempre que o empregado concordar com este para garantir um pouco de alimento que se colocava na mesa com o mísero salário que recebiam .

Este novo homem que surge se chama Etienne , sendo que ele estava se organizando no combate contra a exploração e convence todos a se expressarem da mesma forma.

Sendo que com o acumulo de necessidades de mudança para o trabalhador, pois este era desprotegido perante o empregador, começa então a surgir a necessidade de formarem grupos, dentro de um critério de auto defesa e luta de ideais.

Ocorre então um afrontamento entre empregado oprimido e empregador opressor.

O principal ataque dos trabalhadores era a realização da greve, pois sem a extração do carvão, os patrões teriam que acolher as suas reivindicações, sendo que o lucro cessaria e viria a surgir o prejuízo.

Unem-se operários de diversas minas, formando então caixas de reserva, onde todos os mineiros depositavam mês a mês uma quantia considerável, para garantir o seu sustento principalmente alimentar, durante a manifestação da greve.

Já no primeiro dia de paralisação, as associações de trabalhadores explanam todos os seus objetivos que possuem adquirir com esta greve.

Ocorre uma grande descontentação dos operários, pois foram comunicados que estes dias de paralisação vão ser descontados dos seus salários.

Muitos com medo de perder o salário, por menor que ele fosse, resolvem voltar as minas e recomeçar a trabalhar, prejudicando assim o sólido fortalecimento da greve dos trabalhadores, e gerando conflito entre grevistas e eles.

Com isto várias minas foram fechadas à violência, sendo escorraçados os operários que continuavam o seu trabalho, por sua vez sendo estes chamados de traidores.

Surge uma nova revolta quando os empregadores resolvem contratar funcionários belgas, que iriam trabalhar por baixos salários sem nenhuma reclamação, para assim os patrões atenuarem a situação financeira que estava ficando precária para eles.

Desta revolta é desencadeando muitos conflitos tendo como resultado até mortes.

A revolta a cada dia que passava crescia, se multiplicando em razão aritmética, chegando ao ponto da caixa de reserva acabar e os trabalhadores não terem mais o que comer.

Começa os saques aos armazéns, fazendas, em casas de burgueses e até nas próprias minas de carvão.

Com os resultados negativos que a greve estava gerando, a fome e a morte de familiares, muitos começaram a se rebelar contra o principal organizador