Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Como redigir um relatório científico

Trabalho por Dalva, estudante de Administração @ , Em 06/11/2009

5

Tamanho da fonte: a- A+

Como Redigir um Relatório Científico.
CEAB
2008

 

 

 

Resumo

O presente trabalho procura enumerar e discutir os tópicos necessários num relatório científico de um projeto classificado como “iniciação científica”, “iniciação didática” ou de “ações sociais e de extensão”. Inicialmente, são abordadas as metas gerais de um projeto de pesquisa, destacando a importância dos relatórios como instrumento de divulgação do trabalho realizado. Na seqüência, os elementos essenciais à composição de um relatório são listados e discutidos; são eles: resumo, objetivos, revisão bibliográfica, materiais e métodos, resultados experimentais, discussão dos resultados, conclusões e referências bibliográficas. Por fim, algumas sugestões para a edição e apresentação gráfica dos relatórios são apresentadas.

 

I. Objetivos

O principal objetivo deste texto é relatar as características básicas de um relatório sobre um projeto de iniciação científica, particularmente na área de Ciência e Engenharia de Materiais, além de fornecer sugestões para edição e apresentação gráfica.

 

II. Introdução

Antes de definir as características básicas de um relatório científico é interessante definir quais são as metas de um projeto de pesquisa (de iniciação científica ou didática),. Resumidamente, pode-se citar:

1.Propiciar ao aluno que executa o projeto um primeiro contato com a metodologia científica:
1.1.escolha de um tema para estudo;
1.2.elaboração de pesquisa bibliográfica que forneça as informações necessárias para a compreensão dos fenômenos a estudar, sedimentando conceitos;
1.3.execução de procedimento experimental (quando este se aplicar) para a obtenção de dados que elucidem o tema escolhido;
1.4.discussão dos resultados obtidos à luz das teorias desenvolvidas na revisão bibliográfica;
1.5.elaboração de relatório, fazendo o aluno praticar técnicas para organizar fatos e formular conclusões .
2.Auxiliar o professor / orientador do trabalho na obtenção de dados experimentais de projetos de pesquisa mais amplos.
3.Desenvolver técnica ou procedimento para incrementar ou aperfeiçoar as atividades de um laboratório ou disciplina.
4.Apoio didático às disciplinas correlatas à área de pesquisa, fornecendo informações para o uso em aulas.

Todo o trabalho desenvolvido para atingir as metas anteriormente citadas, e os resultados por este obtidos, devem ser oferecidos à comunidade acadêmica em geral. O instrumento de divulgação mais eficiente é, sem dúvida, o “relatório científico”, documento que além de ser a documentação do trabalho realizado será a base para a elaboração de trabalhos para publicação em periódicos ou eventos (como congressos de iniciação científica, sendo os mais importantes o CICTE e o SIICUSP(1)[1], patrocinados pela Universidade de São Paulo – USP – e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq).

 

III. O Relatório

A estrutura geral de um relatório científico segue os modelos adotados pelas dissertações de mestrado e teses de doutorado[2]. Tais modelos são também seguidos por periódicos e eventos, como se pode constatar em alguns trabalhos deste autor [3,4]. Com o intuito de adequar os relatórios científicos a estes modelos (o que facilitaria a produção de artigos em eventos e periódicos, além de capacitar o aluno a organizar fatos, dados e conclusões de maneira ordenada e lógica), pode-se dividir um relatório deste tipo em oito itens principais:

•Resumo
•Objetivos
•Revisão bibliográfica
•Metodologia
•Resultados
•Discussão dos resultados
•Conclusões
•Referências bibliográficas

III.1. Resumo

O resumo de um relatório deve conter o objetivo do projeto, um breve comentário sobre os tópicos teóricos envolvidos, descrição dos experimentos, resultados e conclusões principais. Idealmente, não deve ultrapassar 300 palavras, pois este é um parâmetro de aceitação de resumos para congressos, como se pode constatar em alguns trabalhos deste autor[3-6].

III.2. Objetivos

Normalmente os objetivos já foram previamente estabelecidos pelo professor-orientador na elaboração do projeto de pesquisa. No entanto, o desenvolvimento da revisão bibliográfica e do trabalho experimental podem levar à