Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Marketing Verde

Trabalho por Bruno Henrique Ceccatto, estudante de Administração @ , Em 05/12/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

MARKETING VERDE

Curitiba, Outubro de 2006


Introdução:

Como todos sabem, todos os recursos da natureza estão acabando devido ao exacerbado consumo do ser humano. Com isso, podemos perceber uma forte tendência do mercado mundial apontando para os produtos ecologicamente corretos.

Atualmente a visão sobre o apoio e preservação da natureza está muito presente em nosso cotidiano, seja em residências, empresas ou indústrias. Uma forma de se perceber isto é através da reformulação das legislações com grandes penalidades para quem polui, convenções e tratados (ECO RIO92, ISO 14000, PROTOCOLO DE KYOTO) assinados por muitos países e conscientização das pessoas tem sido uma forma de ajudar a retardar o esgotamento dos recursos naturais pelo seu uso irracional pela humanidade.

Em um mercado mundial com uma disputa "ombro-a-ombro", muitas empresas acabaram percebendo isto como uma vantagem competitiva sobre os concorrentes. Este tipo de marketing é conhecido como MARKETING VERDE.

Marketing verde (ou marketing ambiental) é uma forma muito vantajosa de diferenciar-se dos concorrentes, pois ela visa atender uma grande necessidade da humanidade que é o cuidado e a proteção do meio ambiente.

Esta forma de marketing foi desenvolvida como uma ferramenta de apoio e monitoramento, pois tem em mente não só o comércio de produtos ecologicamente corretos, mas também sua matéria prima, forma de produção e posteriormente, o descarte do material; transformando todo o processo em algo menos agressivo ao ambiente global.

Conceito:

O conceito de marketing verde, segundo Galileu Lima Maia e Franscisco Giovanni David Vieira (Revista Nobel – administração), é a de uma "ferramenta de apoio e monitoramento, desde o processo de desenvolvimento, produção, entrega, até o descarte do produto, buscando atender as necessidades e desejos dos consumidores e apresentando aos seus vários públicos a busca pelo lucro com responsabilidade ambiental".

Ainda nesta linha de pensamento, Kotler (2000) afirma que o marketing societal é a área do marketing destinada a preocupar-se com questões ambientais e sociais.

Desenvolvimento de Marketing e produtos verdes

É interessante para empresa desenvolver produtos que atinjam os mais variados nichos de mercado. Para estes produtos ecologicamente corretos, há uma denominação especial: PRODUTOS VERDES.

A empresa, para desenvolver este tipo de produto, acaba tendo que ser extremamente pró-ativa, uma vez que é uma tendência relativamente muito nova no mercado. Para obter sucesso neste nicho, é necessário ter um bom relacionamento com a comunidade (sociedade) e com os consumidores da marca/produto. Para isso, é necessário que se faça um marketing aberto e com pesados investimentos na imagem institucional e publicidade.

Segundo a tese de Patrícia Andrade de Oliveira (FGV), o sucesso de estratégias sustentáveis (marketing verde) depende diretamente do comprometimento das empresas com os seguintes pontos:

1 - A atividade comercial deverá ser mantida numa escala que não prejudique o equilíbrio do ecossistema.

2 - Os empresários deverão estar aptos a adaptar suas estratégias aos valores sociais e culturais da comunidade envolvida. Isso pode ser realizado através de convênios com instituições locais de pesquisa e profissionais especializados.

3 - Se empresas pioneiras forem bem sucedidas, novas empresas poderão ser atraídas para a região, exercendo maior pressão sobre ecossistemas fragilizados.

4 - A dependência da disponibilidade do consumidor em pagar um "prêmio verde" por um produto sustentável poderá não ser mantida por muito tempo. Além disso, o empresário deverá antecipar os efeitos do aumento da oferta de produtos da floresta no mercado, que reduzirão seus preços e conseqüentemente a parcela dos lucros repassada aos produtores.

5 - O empresário deve procurar evitar os custos decorrentes de formar longas cadeias de distribuição e