Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

As Novas Tendências da Administração

Trabalho por Aline Sara Lima Teixeira, estudante de Administração @ , Em 15/02/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

AS NOVAS TENDÊNCIAS DA AMINISTRAÇÃO

1. A ADMINISTRAÇÃO E SUAS NOVAS TENDÊNCIAS

A administração passou por uma verdadeira revolução nos últimos tempos, e nenhuma profissão avançou tanto no Brasil, quanto a de administrador. A gestão profissional será cada vez mais imprescindível para o desenvolvimento e a sobrevivência.

A sociedade se beneficia com esta revolução e os administradores também, pois ao contrário dos anos 80, quando o empresário ganhava seu próprio dinheiro na especulação financeira e não em seu próprio negócio, agora a gestão administrativa é que dá o tom para o sucesso da organização.

A lei, e principalmente a conscientização do direito do consumidor, obrigou as empresas a reverem seu comportamento e suas práticas no relacionamento com o cliente. A ética e a responsabilidade social, que são conceitos existentes há muito tempo, estão sendo amplamente valorizados e até um selo nos moldes da ISO 9000 e ISO 1400 já foi desenvolvida para sua medição.

Como uma operação de reinvenção, outra tendência, que chega com grande força é a Reengenharia, que busca excluir todo organismo operacional da antiga empresa na ilusão de "cortar o mal pela raiz", no intuito não de aperfeiçoar algo, mas inovar, e tornar a empresa competitiva e atual.

Durante as últimas décadas, os usuários tem obtido maior aceso à tecnologia e informática, a preços cada vez mais baixos, com recente ampliação e aprimoramento nos equipamentos e sistemas. A competição entre os fabricantes de microcomputadores e os novos avanços tecnológicos, somados às contínuas novidades em "software", aceleram ainda mais essa tendência.

A habilidade para tratar com informações e pessoas também é cada vez mais relevante à sobrevivência no mercado. O profissional do futuro é aquele que conta com conhecimento agregado, está sempre se atualizando. O líder é aquele que tem na alma profissional gravado a palavra comprometimento. A sua preparação, as motivações e aspirações são de natureza totalmente diferente do trabalhador tradicional. As implicações são relevantes para a administração, tanto ao nível organizacional hierárquico com do processo de liderança e da gestão dos recursos humanos.

As alianças entre empresas e universidades, estão surgindo cada vez mais, e tornando-se uma nova tendência da administração. Seu objetivo principal é criar excelentes profissionais e direcioná-los para as organizações e gerar lucro para as mesmas. É um sistema novo de parceria que vem dando bons resultados.

Outra nova tendência é o benchmarking, uma estratégia aplicada pelas empresas da atualidade, que visa o desenvolvimento de qualidade de serviço das empresas, através de pesquisas no ambiente externo, seus concorrentes, empresa modelo. O maior objetivo é ser melhor através da experiência de outras empresas para atender melhor as expectativas do seu maior foco: o cliente.


2 – AS NOVAS TENDÊNCIAS

A seguir analisaremos mais detalhadamente cada uma dessas novas tendências, e sua importância na sobrevivência das empresas nesse novo mercado.

2.1 – ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

Os recentes escândalos no Estados Unidos com empresas como a Enron levantaram a importância da ética e da responsabilidade social nas empresas.

Sabe-se que as empresas usam um comportamento anti-ético para obter vantagens no mercado burlar as leis, principalmente no tocante à arrecadação de imposto, porém muitos já se preocupam com esta prática. Apesar de já existir uma pequena mudança ainda há muita diferença entre o discurso e a prática da ética.

"Incontáveis sermões têm sido feitos, oralmente e por escrito, sobre a ética da empresa e do empresário. A maior parte deles nada tem haver com as empresas e muito pouco com a ética." (Drucker, 1998:367)

Um ponto fundamental é