Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

O Papel das Telecomunicações na Globalização

Trabalho por Felipe Passos Santos Gomes de Araújo, estudante de Engenharia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

O Papel das Telecomunicações na Globalização


Introdução

Ao contrario do que se pensa a globalização é um fenômeno que acontece desde da antigüidade, quando o Egito dos Faraós dominava o "mercado mundial de cereais" ou milênios mais tarde quando os sucessivos impérios (babilônicos, sírios, até os romanos), controlavam todo o velho mundo impondo suas línguas, cultura e interesses.

Portanto a globalização tal como conhecemos hoje é resultado dos fatos históricos e um conjunto de medidas políticas, das necessidades e prioridades dos agentes econômicos e do desenvolvimento dos meios de comunicação à distância.

Na política é importante ressaltar os acordos de livre comércio (como o MERCOSUL, União Européia, entre outros) estes acordos causam outros efeitos como adequamento de leis, tarifas alfandegárias e políticas econômicas entre os países participantes.

No aspecto econômico estão os organismos internacionais FMI (Fundo Monetário Internacional), OMC (Organização Mundial do Comércio) e as empresas multinacionais que criaram o "consumismo", fazendo com que as necessidades de consumo tornassem "globalizadas". Em todo mundo pessoas almejam comprar um determinado carro, conseguir um novo computador, comer em um "Mc Donald¢ s" ou beber "Coca-Cola". Estas empresas transcendem as fronteiras étnicas, religiosas e nacionais. Por exemplo, a "Coca-Cola" é bebida tanto nos Estados Unidos, capitalista rico, no Brasil, capitalista em desenvolvimento, na África pobre, quanto no Oriente Médio muçulmano e na China comunista (ambos inimigos dos EUA).

Os meios de comunicação são o alvo desta monografia: seu surgimento, o desenvolvimento, seus diversos tipos (rádio, televisão, telefone, internet), a influência das telecomunicações na história moderna tanto do Brasil quanto no mundo e a sua intima ligação com a globalização e o capitalismo.

 

Diferenças Básicas entre Telecomunicações e Comunicações

O modelo básico da comunicação é:


De acordo com este modelo, para haver comunicação é necessário que haja pelo menos duas pessoas numa conversa. Já nas telecomunicações é preciso de apenas um emissor e um receptor, este modelo é chamado "simplex monopontual" (ver fig. 1).No caso de uma estação de rádio ou de televisão, há um transmissor e diversos reptores formando um sistema "simplex multipontual" (ver fig. 2), mesmo que for considerado a possibilidade dos receptores enviarem uma carta, telefonarem ou mandarem um "e-mail", esta comunicação é facultativa e não utiliza o mesmo meio de comunicação.

No caso de conversação há dois tipos de modelos o "semi-duplex" onde apenas um dos participantes pode falar de cada vez, por exemplo o "walk-talk", o outro é o "full-duplex" ou "duplex" (ver fig. 3) onde os participantes podem transmitir e receber informações ao mesmo tempo, como exemplo o telefone celular, teleconferência e internet .

 

O Desenvolvimento das Telecomunicações

A humanidade sempre desejou comunicar-se com outros que estão distantes, pelos mais variados motivos, um pai querendo avisar seu filho da morte de alguém, um general avisando o governo da vitória em um batalha ou pedindo reforços, etc. Por isso eram necessários mensageiros, que deveriam atravessar quilômetros. Se eles conseguiram entregar a mensagem ou não era uma incógnita. Com isso várias gerações procuravam desenvolver métodos de comunicação a distância, como os pombos correio, os índios que enviavam mensagens através de sinais de fumaça, tambores, os antigos exércitos utilizavam trombetas, sinais com fogos (depois da descoberta da pólvora) ou outros materiais explosivos formando códigos, porém estes métodos eram ineficientes e alcançavam curtas distâncias. Durante muito tempo estes foram os métodos utilizados pois o desenvolvimento de novas tecnologias só aconteceu com o renascimento cultural no final da Idade Média.

O nascimento das telecomunicações se dá com "a invenção do