Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

GENEROS E TIPOS TEXTUAIS

Trabalho por JADSON MAYCON DINIZ MOURA, estudante de Letras @ , Em 01/01/1970

5

Tamanho da fonte: a- A+

Lingüística Textual

Gêneros e Tipos Textuais

 

Jadson Maycon D. Moura

 

Desde os primórdios, havia como única forma de comunicação a oralidade, algo indispensável para interação dos povos. Alguns iam além, registravam mensagens através de imagens gravadas em pedras ou rochas, como meio de comunicação deixada para futuras gerações. Com a evolução humana veio a escrita de forma ordenada e contextualizada, tornando-se indispensável a interação sociocultural. Com a industrialização e a invenção das novas tecnologias deu um grande salto para a evolução e aprimoramento as diversas formas de gêneros textuais, denominada cultura eletrônica, como o radio, telefone, TV e outros. Porem o eletro de maior destaque é o computador que visa facilitar a comunicação oral, escrita e principalmente visual, com bastante rapidez ao longo alcance.

No estudo de Luiz Antônio Marcuschi, intitulado “Gêneros textuais: definição e funcionalidade”, o mesmo faz uma breve conceituação de tipos e gêneros textuais, apontando que: "a) Usamos a expressão tipo textual para designar uma espécie de construção teórica definida pela natureza lingüística de sua composição {aspectos lexicais, sintáticos, tempos verbais, relações lógicas}. b) Usamos a expressão gênero textual como uma noção propositalmente vaga para referir os textos materializados que encontramos em nossa vida diária e que apresentam características sócio-comunicativas definidas por conteúdos, propriedades funcionais, estilo e composição característica. Se os tipos textuais são apenas meia dúzia, os gêneros são inúmeros.”

Um texto tem que ter uma estrutura tal que, ao longo do seu percurso, a relação entre seus elementos sejam mantidas. Estas são as relações de coesão e coerência, sem as quais o texto perde o seu sentido ou se torna monótono. Conforme a função à qual o texto se destina, o texto fica enquadrado num certo tipo de gênero. Cada tipo de texto seleciona um tipo de leitor, exatamente por querer cumprir certa finalidade.

O modo de se estabelecer a interação entre texto e leitor é o que vai determinar o tipo de texto. Isso significa que o tipo é caracterizado pela natureza linguística de sua construção teórica, ou seja, por seus tempos verbais, aspectos lexicais e sintáticos, relações entre seus elementos. Os principais tipos textuais são: narrativo, argumentativo-dissertativo, expositivo-explicativo, descritivo, dialogal-conversacional e injuntivo-instrucional.

A narração está presente quando o texto fornece informações sobre o tempo e espaço do fato narrado, sempre há começo meio e fim. Além disso, é comum aparecerem nomes de personagens e um "clímax" em determinado momento. Há, portanto, o desenvolvimento da história, um momento de tensão, e a volta à estabilidade. Um exemplo clássico de narrativa são os contos de fada.

A argumentação ou dissertação está presente quando um determinado ponto de vista é defendido em um texto, e para sustentar a idéia do autor são apresentados argumentos próprios e teses conceituais.

Nos textos descritivos, o autor descreve um momento especifico a descrição e superficial, ou seja, o emissor supõe que o receptor tenha conhecimento do assunto.

No texto explicativo, o emissor supõe que o receptor não tem conhecimento do assunto, ocorre uma descrição detalhada, um exemplo de explicativo são os livros didáticos.

Os textos injuntivos, por sua vez, são aqueles que indicam procedimentos a serem realizados. Nesses textos, as frases, geralmente, são no modo imperativo. Bons exemplos desse tipo de texto são as receitas e os manuais de instrução.

Gênero Textual refere-se às diferentes formas de expressão textual. Nos estudos da Literatura, temos, por exemplo, poesia, crônicas, contos, prosa, etc.

Para a Linguística, os gêneros textuais englobam estes e todos os textos produzidos por usuários de uma língua. Assim, ao lado da crônica, do conto, vamos também identificar a carta pessoal, a conversa telefônica, o email, e tantos outros exemplares de gêneros que circulam em nossa sociedade.

Quanto à forma ou estrutura das seqüências linguísticas encontradas em cada texto, podemos classificá-los dentro dos tipos textuais a partir de suas estruturas e estilos composicionais.

 

 

REFERÊNCIAS

 

DIONISIO, Ângela Paiva; MACHADO, Ana Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora. Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.