Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Actinomicose

Trabalho por Viviane de Barros Duarte, estudante de Veterinária @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Actinomicose - queixo grumoso -


Definição e etiologia® A actinomicose é causada pelo Actinomyces bovis, bactéria filamentosa ramificada gram-positiva, não encapsulada, que é habitante normal da boca dos ruminantes. A moléstia ocorre principalmente em bovinos, mas pode surgir em raras ocasiões em ovinos ou caprinos. A bactéria penetra nos tecidos e ossos através de abrasões orais, aberturas e ferimentos punctiformes associadas a moléstias dentárias, praganas vegetais endurecidas, espinhos, ou alimentos secos, grosseiros, e com hastes endurecidas. As lesões são esporádicas, ocorrendo principalmente na mandíbula, e menos comumente no maxilar. A preponderância das lesões mandibulares com neoformação óssea periostal e fibrose, dá a moléstia o seu nome comum de " queixo grumoso". As lesões ocorrem nos tecidos moles da cabeça, esôfago, pré-estômagos, e traquéia.

Ocasionalmente, A. Bovis pode causar abcessos granulomatosos em outros tecidos moles. Em sua maioria, os relatos mais antigos de envolvimento das crises esofagianas e pré- estômagos incriminam o agente etiológico da actinobacilose, e não da actinomicose.

Foi descrita a osteomielite da mandíbula em uma cavalo, associada a norcadiose, mas não houve relato de actinomicose em equinos.

Sintomas clínicos e diagnóstico diferencial® A Actinomicose bovina típica causa massa óssea dura, imóvel e indolor na mandíbula. A lesão é mais comum no ramo horizontal. Ela é, de início, não drenante, mas pode apresentar trajetos fistulosos, envolvendo raízes dentárias, com o progresso da moléstia. Quando os dentes ficam envolvidos, pode haver evidência de dor por ocasião da mastigação, podendo ocorrer perda de peso. Há necessidade de cuidadoso exame da boca, em busca desses dentes, praganas vegetais, ou gengivite grave, e para que seja descartada a possibilidade de fratura patológica. Se está presente uma fístula, terá utilidade a lavagem do trajeto com iodo orgânico, para observar se ele se comunica com a boca. Os diagnósticos diferenciais são: abcessos de raízes dentárias, fraturas, tumores, e osteomielite causada por outros microrganismos. A actinimicosa atípica com lesões nos tecidos moles, causa uma série de sintomas clínicos, dependendo da localização.

Patologia clínica e diagnóstico® A hematologia e a química clínica podem estar normais, ou podem refletir infecção crônica. As radiografias da lesão são úteis, por determinarem se há envolvimento dentário, ou fratura patológica. A lesão radiográfica é uma área radiotransparente central de osteomielite, circundada por neoformação óssea periostal e tecido fibroso. Se há trajeto fistuloso presente, um estudo contrastado obtido durante a lavagem pelo trajeto pode auxiliar na determinação da extensão da fístula.

Fisiopatologia e epidemiologia® A. Bovis parece penetrar no osso através de puncturas feitas por corpos estranhos, praganas vegetais, ou alimentos fibrosos e grosseiros, ou através de dente enfermo ou de gengivite, o que permite o acesso das bactérias orais ao osso. Os casos são de modo geral esporádicos, não tendo sido detectadas considerações epidemiológicas.

Achados de necrópsia/biópsia® A actinomicose causa abcesso granulomatoso. Disseminados por toda massa tecidual, podem ser observados aglomerados basófilos de bactérias, circundados por projeções eosinófilas em forma de baquetas.

As bactérias são bastonetes longos, filamentosos, ramificantes. Circundando as bactérias, há reação celular composta de neutrófilos, células epitelióides, macrófagos, e ocasionais células gigantes multinucleadas. No tecido fibrosa externo, há plasmócitos.

Tratamento e prognóstico® O tratamento das lesões ósseas actinomicóticas geralmente resulta no bloqueio da lesão, mas raramente há significativa regressão das dimensões da massa endurecida. O prognóstico para a interrupção da lesão, com vigoroso tratamento é bom. Se a massa não apresentar qualquer trajeto fistuloso, e nenhum dos dentes afetados estão abalado, apenas a terapia clínica poderá bastar. Se a massa apresenta trajetos fistulosos, ela também deverá ser vigorosamente curetada e lavada com iodo povidona. Devemos tomar cuidado para se evitar fratura mandibular, e o animal deverá ser sedado ou anestesiado, para