Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Materiais Odontológicos

Trabalho por Maria Serpa do Carmo, estudante de Odontologia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

As principais propriedades dos materiais odontológicos


Serão relacionadas as propriedades mais importantes dos materiais odontológicos estudados, citando-as e fazendo um breve comentário sobre elas em cada material.

Vernizes: são materiais de proteção do complexo dentino-pulpar. Existem os vernizes cavitários e os vernizes modificados. O primeiro tipo de verniz é também conhecido como de ação mecânica, uma vez que reduz significativamente a microinfiltração, reduz 69% a permeabilidade dentinária e funciona também contra passagem de agentes irritantes. O segundo tipo de verniz é também conhecido como biológico, possui ação terapêutica e mecânica uma vez que possui hidróxido de cálcio em sua composição que tem efeito bactericida.

Vernizes cávitarios:

  • Propriedade física: apresentam baixa condutividade térmica, podendo quando aplicados sob o amálgama, por exemplo, diminuir a possibildade de formação de corrente galvânica. Além disso é eficaz na tendência que tem de minimizar a infiltração marginal em volta da restauração.
  • Propriedade química: funcionam como membramas semi-permeáveis, permitindo que alguns íons penetrem livremente, e impedindo a passagem de outros. Além disso a solubilidade dos vernizes dentários é baixa; são praticamente insolúveis em água destilada. Há duas desvantagens: o verniz inibe a penetração do flúor para dentro do esmalte com cerca de 50% e os vernizes convencionais não devem ser usados sob as restaurações diretas de resinas acrílicas, pois , o solvente do verniz pode reagir ou amolecer a resina.

Vernizes modificados:

  • Propriedade biológica: esses vernizes possuem ação terapêutica, uma vez que possuem Ca(OH)2 em sua composição e este pode neutralizar a acidez dos cimentos dentários.
  • Propriedade física: assim como os cavitários é um fraco isolante térmico.

Materiais à base de Ca(OH)2 : são também materiais de proteção do complexo dentino-pulpar. Podem se apresentar em solução, suspensão, pasta e cimento.

  • Propriedade biológica: a biocompatibilidade é uma de suas principais propriedades uma vez que o Ca(OH)2 tende a acelerar a formação de dentina reparadora em casos de cárie muito profunda, além disso preserva as funções biológicas da polpa anulando a atividade bacteriana local, uma vez que o Ca(OH)2 é bactericida.
  • Propriedade térmica: vai depender da espessura do cimento quando usado como base; logo é evidente que uma camada fina de cimento aplicada ao assoalho da cavidade preparada não confere proteção contra as mudanças térmicas veiculadas por meio da restauração metálica.
  • Resistência: o cimento deve ter resistência suficiente para suportar as forças de condensação, para que a base não se frature durante a introduçào da restauração. A resistência compressiva aos sete minutos é de grande interesse e o de Ca(OH)2 enquadra-se na variação dos outros tipos de cimentos, porém sua resitência compressiva final é pequena.
Cimento de óxido de zinco e eugenol(OZE): são usualmente apresentados na forma de um pó e um líquido, ou na de duas pastas. A espatulação do cimento não é crítica como a de outros. É utilizado em restaurações temporárias e intermediárias, como forrador, como base para isolamento térmico, cimentação temporária e permanente, obturação de canais radiculares e como cimentos periodontais. O pH é de aproximadamente sete, sendo o menos irritante entre todos os materiais dentários.
  • Tempo de presa: -quanto menores as partículas de óxido de zinco, mais rápido será o endurecimento;
  • quanto maior a quantidade de óxido incorporada ao eugenol, mais rápido será o endurecimento;
  • quanto menor a temperatura da placa de vidro utilizada para a mistura, mais longo será o tempo de presa.
  • A quantidade de água no líquido é um problema crítico, pois, quanto mais água, mais rápida a reação de presa.
  • Resistência: a resistência do OZE pode ser afetada por vários