Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Criança com Disfunção Gastrintestinal

Trabalho por Mariana Azevedo, estudante de Enfermagem @ , Em 21/11/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

A Criança com Disfunção Gastrintestinal


Disfunção Gastrintestinal

A extensa área de superfície do trato GI e sua função digestiva representam a principal maneira de efetuar trocas entre o organismo e o meio ambiente

O sistema imune e a barreira mucosa continuam a amadurecer após o nascimento, portanto o intestino do lactente é extremamente vulnerável a infecção.

Em qualquer distúrbio associado a perdas GI, particularmente a grandes quantidades de líquido, a desidratação representa uma séria ameaça à vida e exige atenção imediata

Desidratação

Distúrbio comum dos líquidos corporais em lactentes e crianças e ocorre toda vez que a eliminação total de líquido ultrapassa a sua ingestão total, independentemente da causa subjacente

Pode resultar de diversas doenças que provocam perdas insensíveis: pele (queimaduras), respiratório, renal e TGI

Equilíbrio Hídrico em Lactentes

Lactentes e cças menores têm maior necessidade de água e são mais vulneráveis a alterações do equilíbrio hidroeletrolítico

Quando comparados a adolescentes e adultos, apresentam maior ingestão e eliminação de líquidos em relação ao seu tamanho

Líquido extracelular maior até 2 anos: perda de água mais rápida e em maior quantidade

Perdas insensíveis (pele + respiração), urinárias e fecais


Equilíbrio Hídrico em Lactentes

ÁREA DE SUPERFÍCIE CORPORAL (ASC)

Relativamente maior no lactente e permite a perda de maiores quantidades de líquido (insensível)

ASC do prematuro é 5 vezes maior que a o RN

TAXA METABÓLICA

O metabolismo no lactente é significativamente maior que no adulto (ASC e crescimento)

Implica em maior quantidade de produtos metabólicos que devem ser excretados pelos rins

FUNÇÃO RENAL

São funcionalmente imaturos e são ineficazes na excreção de produtos de degradação do metabolismo

Maior tendência a sofrer desidratação quando recebe fórmulas concentradas ou a sofrer hiper-hidratação quando recebe quantidades excessivas de água ou fórmulas diluídas.

NECESSIDADES HÍDRICAS

Lactentes ingerem e excretam maiores quantidades de líquido por Kg de peso corporal do que as crianças de mais idade

Necessidades Diárias de Líquido de Manutenção

1. Fornecer 100 ml por Kg para os primeiros 10 Kg

2. Fornecer 50 ml por Kg para os próximos 10 Kg

3. Fornecer 20 ml por Kg para o peso restante em Kg

4. Dividir a quantidade total por 24 horas para obter a taxa de ml/h

Tipos de Desidratação

ISOTÔNICA (isosmótica ou isonatrêmica)

  • É a forma mais comum
  • Perda de água e de sal em quantidades iguais
  • Choque é o maior risco (sinais de choque hipovolêmico)
  • Nível de sódio sérico permanece dentro dos limites normais (130 a 150 mEq/l)

HIPOTÔNICA (hiposmótica ou hiponatrêmica)

  • Ocorre quando déficit eletrolítico excede o déficit de água
  • LIC é mais [ ] que LEC, a água move-se do EC para o IC afim de estabelecer um eq. osmótico
  • Este processo aumenta a perda do LEC e o choque é um evento freqüente
  • Sinais físicos são mais intensos com perdas líquidas menores
  • [ sódio sérico] é inferior a 130 mEq/l

HIPERTÔNICA (hiperosmótica ou hipernatrêmica)

  • Perda de água maior que a perda de eletrólitos
  • Lactentes com diarréia que recebem líq. pela boca contendo grandes qtdes de soluto (SNG)
  • Maior grau de perda de água para a mesma intensidade de sinais físicos. Choque menos comum
  • Mais provável ocorrer distúrbios neurológicos, como