Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

O Aquecimento na Atividade Física

Trabalho por Ana Paula Comerian, estudante de Educação Física @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Aquecimento da Atividade Física


INTRODUÇÃO

Atualmente milhões de pessoas estão descobrindo os movimentos. Para onde quer que se olhe, lá estão pessoas andando, correndo, saltando, jogando, nadando, se exercitando. O que esperam alcançar? Por que este interesse súbito pela atividade física? É simples descobrir.

Primeiramente a mídia tem muita influência neste fato, pois hoje em dia o que mais se vê por aí, são "tchutchucas" e "tigrões", ou seja, mulheres e homens correndo atrás de belas formas físicas. E em segundo lugar, existem também a questão da saúde, porque, como sabemos, aquele que pratica qualquer atividade física tem mais vigor, resistem mais as doenças e além de tudo mantêm a forma.

Antigamente, as pessoas não sofriam dos problemas de uma vida sedentária; eles precisavam trabalhar para sobreviver. Permaneciam fortes e saudáveis devido as atividades ao ar livre vigorosas e constantes: cortando lenha, cavando, cultivando o solo, plantando, caçando além de todas as demais tarefas diárias. Porém, com a Revolução Industrial, as máquinas passaram a realizar aquele trabalho que era feito à mão. À medida que as pessoas passaram a ser menos ativas, começaram a perder força e o instinto para o movimento natural.

É evidente que as máquinas tornaram a vida mais fácil, porém acarretaram uma série de problemas, como por exemplo: em vez de andarmos, dirigimos; em vez de subirmos escadas, usamos elevadores; em vez de levantarmos para desligar o televisor, usamos o controle remoto. Com esse progresso das máquinas, dos eletrodomésticos, dos controles remoto, praticamente passamos o maior tempo de nossas vidas sentados, sem atividade física nenhuma; com isso, nossos corpos tornaram-se depósitos de tensões, de músculos fracos, de gorduras localizadas. Perdemos o contato com a nossa natureza física.

Mas, agora, os tempos estão mudados. As pessoas estão tendo consciência da importância das atividades físicas no dia-a-dia. Grande parte da população brasileira estão procurando praticar uma atividade física. Seja em academias ou em clubes, por conta própria ou com um profissional, não importa. O que importa mesmo é não esquecermos que antes de qualquer atividade física, devemos fazer sempre um aquecimento seguido ou não de alongamento para que tudo isso possa acontecer sem que nos cause um lesão

O nosso corpo é o bem mais precioso que possuímos, portanto, cuidemos bem dele com todo o amor e carinho que ele merece.


A IMPORTÂNCIA DO AQUECIMENTO NA ATIVIDADE FÍSICA

O aquecimento é a primeira parte da atividade física e tem como objetivo preparar o indivíduo tanto fisiologicamente como psicologicamente para a atividade física. A realização do aquecimento visa obter o estado ideal psíquico e físico, prevenir lesões e criar alterações no organismo para suportar um treinamento, uma competição ou um lazer, onde o mais importante é o aumento da temperatura corporal.

O aumento da temperatura corporal resulta nos seguintes benefícios:

  • aumento da taxa metabólica;
  • aumento de fluxo sangüíneo local;
  • melhoria da difusão do oxigênio disponível nos músculos;
  • aumento da quantidade de oxigênio disponível nos músculos;
  • aumento da velocidade de transmissão do impulso nervoso;
  • diminuição do tempo de relaxamento muscular após contração;
  • aumento da velocidade e da força de contração muscular;
  • melhoria na coordenação;
  • aumento da capacidade das articulações à suportar carga.

Alguns destes benefícios reduzem o potencial de lesões, já que possuem a capacidade de aumentar a coordenação neuromuscular, retardar a fadiga e tornar os tecidos menos suscetíveis a danos.

Pesquisas provam que a capacidade de fazer atividades físicas tendem a melhoram com o aumento da temperatura, pois reduzem as probabilidades de ocorrerem lesões. Por exemplo, uma elevação da temperatura produz uma dissociação mais rápida e completa do oxigênio da hemoglobina. A liberação do oxigênio da mioglobina, uma fonte extra de oxigênio localizada no músculo esquelético, também aumenta em temperaturas altas. Para uma determinada