Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Comportamento Afetivo Social de Crianças de 6 a 12 anos na Educação Física Escolar

Trabalho por Camila Rodrigues, estudante de Educação Física @ , Em 03/08/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Comportamento Afetivo Social de Crianças de 6 a 12 anos na Educação Física Escolar


Desenvolvimento Social e Afetivo de crianças de 6 a 12 anos

Neste trabalho, vamos demonstrar como é o desenvolvimento social e da personalidade das crianças em idade escolar, que acompanha seu crescimento cognitivo. Conforme as crianças crescem, elas se tornam mais independentes e mais envolvidas com outras pessoas, descobrindo assim seus próprios valores, atitudes e habilidades.

Auto-conceito: é o conhecimento do que fomos e fizemos, e tem a função de orientar para decidirmos o que queremos ser no futuro; portanto, auxilia na compreensão de nós mesmos e o controle do ajuste de nosso comportamento.

Auto-definição: nesta idade a criança desenvolve um conceito da pessoa sobre si mesmo e sobre como gostaria de ser.

Auto-estima: é a auto-avaliação positiva, a auto-imagem do seu conceito, ou seja, é a opinião positiva de si próprio.

- Critério para a auto-estima: a competência não é a única base para uma auto-estima favorável. Embora as pessoas tenham imagens boas e ruins de si mesmas e se classificarem bem ou mal em algumas medidas, é bem provável que ela tenha auto-estima alta caso se classifique bem em todos os critérios. Estudos mostram que crianças de auto-estima alta são aquelas que têm melhor aproveitamento, tiram melhor nota na escola e que têm pais mais afetuosos; e os que tem auto-estima baixa tem grande probabilidade de ficar sozinhos, ter baixo rendimento na escola, fazer xixi na cama freqüentemente e ter problemas em casa com os pais.

- Estilos de Pais e Auto-estima: pais que são democráticos e rígidos ajudam seus filhos de diversas formas, como estabelecendo regras claras, sendo consistente, deixando claro ao seus filhos o comportamento que esperam deles, ajudando a criança a ganhar controle.

Características do Estágio:

O pensamento adquire reversibilidade. Pode solucionar os problemas de conservação as operações lógicas são aplicadas na solução de problemas concretos.

Não pode resolver problemas verbais e problemas hipotéticos complexos.

Principal Mudança do Estágio :

O desenvolvimento caminha do pensamento pré-lógico á solução dos problemas concretos.

Aparecimento da vontade e início da autonomia. A intencionalidade é construída.

Os principais aspectos do desenvolvimento afetivo possíveis de ocorrer no nível operatório-concreto são: a conservação dos sentimentos, a formação da vontade e o início do pensamento e sentimentos autônomos.

Em virtude da interação social com seus pares, as crianças tornam-se capazes de se " descentrar " e assumir o ponto de vista dos demais.

A construção do conceito de intencionalidade e se manifesta e isto permite começar a levar em conta os motivos dos outros ao fazer julgamentos morais.

Estes fatores alteram e, por sua vez , são alterados pela interação social .

Surgem também os padrões de cooperação e das relações de respeito mútuo.

Piaget afirma que é em torno dos 7 ou 8 anos ( com o nascimento das operações cognitivas) e com o fim do egocentrismo pré – operacional, que ocorre o processo sistemático da cooperação . Isto, é, facilmente percebido na compreensão das regras, nos jogos infantis.

Em torno dos 7 ou 8 anos, emerge a conservação dos sentimentos e dos valores. As crianças tornam-se aptas a coordenar os seus pensamentos afetivos de um evento para outro.

Com o passar do tempo , o que é preservado ou conservado são alguns aspectos dos sentimentos do passado. O passado pode ser transformado em uma parte raciocínio presente através da capacidade de reverter e de conservar.

Piaget, sugeriu que a