Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Primeiros Socorros

Trabalho por Lucia Maria Alves, estudante de Administração @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Oficinas sobre primeiros Socorros

Obtenção de aprimoramento no curso de Administração com ênfase em Marketing

1-OBJETIVOS

1.1 FORMULAÇÃO DO PROBLEMA:

Os primeiros socorros são atendimentos básicos e simples dados à vítima no local do acidente ou próximo a este. São procedimentos que na maioria das vezes salva e/ou diminui o sofrimento do acidentado.

Atualmente, o atendimento pré-hospitalar, que caminha de mãos dadas com os primeiros socorros, constitui uma área médica que vem crescendo e assumindo cada vez maior importância. Para os profissionais da área de educação e saúde (professores, diretores e vices, supervisores e orientadores educacionais, agentes de saúde escolar). E dos primeiros socorros assumem papel de destaque entre os órgãos responsáveis pela saúde, bem como aceitação e participação por parte da população que se preocupa em aprender e a difundir estas noções. No Brasil, surgiram recente serviços desta natureza.

O inconformismo com essa situação traz a necessidade de profissionais bem treinados e capacitados pata atuarem neste tipo de atendimento que difere sobremaneira do atendimento hospitalar, que é dado em instalações adequadas e com toda a infra-estrutura apropriada ao tratamento do acidentado. A interferência dos atendimentos de emergência na morbi-mortalidade vem sendo comprovada nas áreas aqui mencionadas, notando-se acentuada redução dos índices de morte e invalidez nos pacientes que receberam adequadamente os primeiros socorros.

1.2 DELIMITAÇÃO ESPACIAL E TEMPORAL:

A falta de conhecimento sobre a aplicação dos primeiros socorros pode ser fatal para um acidentado ou um doente. Agir corretamente até a chegada de um médico pode significar a diferença entre a vida e morte. Desta forma, aqui vai orientação como proceder em algumas situações de emergência.

1.3 OBJETIVO GERAL

Realizar no período de 3 meses (3) oficinas sobre primeiros socorros, como forma de promover conhecimentos básicos, bem como práticas de primeiros socorros para os profissionais da área de educação e saúde: (professores, diretores e vices, supervisores e orientadores educacionais, agentes de saúde escolar) e zeladores, vigilantes merendeiras, alunos lideres de classe etc

1.4 OBJETIVO ESPECÍFICO

Realizar duas oficinas a cada mês com um número de 30 participantes em cada oficina;

Prestar assessoria aos participantes após a realização da oficina no desenvolvimento do trabalho na escola;

2. JUSTIFICATIVA

O que deve ser feito para os profissionais transferir um doente grave? E o contrário, quais procedimentos para aceitar um encaminhamento? E como proceder se não houver vagas? O que é exigido para transportar um enfermo? Que veículo utilizar? Por que tantas ambulâncias, tanto "transporteterapia", tanto sofrimento de semelhantes levados por quilômetros de distância, a fim de resolver um problema básico de saúde, ou mesmo grave? O que é feito e o que se pode fazer pelas vítimas do trânsito?

Estas e inúmeras outras perguntas são o que se pretende responder pelos multiplicadores, técnica sobre o atendimento pré-hospitalar e o transporte inter-hospitalar de urgência e emergência.

Tudo começou quando o CREMESC decidiu avaliar a realidade das emergências em nosso Estado. Das vistorias e fiscalizações do Conselho, inúmeras situações e problemas foram levantados. Um detalhe ficou bem evidente: a maioria dos atendimentos em Oficinas sobre primeiros socorros, não se encontra naquelas condições em que gostaríamos de ser atendidos. E essa realidade terá de mudar mais cedo ou mais tarde. Mas, o que pode ser feito por enquanto? Esses pacientes estão sendo enviados em que condições?...E, tentando esclarecer uma dúvida, um outro problema foi encontrado: a realidade do transporte de pacientes em nosso estado, suas regulamentações, exigências, direitas e deveres...

Temos gente sendo levada a centro maiores, de forma totalmente irregular e arriscada; temos centros maiores e maiores somente no tamanho