Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Relatório sobre Tecidos do Corpo Humano

Trabalho por luciana pedrolo, estudante de Fisioterapia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

RELATÓRIO SOBRE TECIDOS

Existem no corpo humano quatro tipos principais de tecidos: Tecido Epitelial, Tecido Conjuntivo, Tecido Muscular e Tecido Nervoso.



TECIDO EPITELIAL

O tecido epitelial pode subdividido em: tecido epitelial de revestimento e tecido epitelial glandular.

Tecido Epitelial de Revestimento: reveste as cavidades corporais, isto é, as cavidades pleural, pericárdica e peritoneal, formando ainda o revestimento do coração, vasos sanguíneos e linfáticos, trato digestivo e geniturinário. Sua principal característica é ser formado por células justapostas, ou seja, bem encaixado entre si não deixando espaço entre elas evitando assim a penetração de microorganismos, e é espesso, isto é, com muitas camadas de células, sendo assim, evita a perda excessiva de água. Nos epitélios não existem vasos sanguíneos.

O tecido de revestimento externo pode ser classificado em: estratificado, composto ou multiestratificado (várias camadas de células) e pseudo-estratificado.

(uma camada de células).

O tecido epitelial de revestimento apresenta diversas funções. A epiderme tem como principais funções a proteção contra choques mecânicos e agentes patogênicos e contra a perda excessiva de água. O epitélio que reveste o tubo digestório e sistema genital tem como função absorção de alimento e reabsorção de água.

O tecido epitelial glandular ou secretor produz e elimina substâncias necessárias na superfície do tecido. Essas glândulas podem ser exócrinas (lança o produto de secreção para fora do corpo) ou endócrinas (elimina a secreção diretamente nos vasos sanguíneos). Existem ainda glândulas que possuem funções exócrinas e endócrinas ao mesmo tempo, por exemplo o pâncreas (glândulas mistas).

 

TECIDO CONJUNTIVO

Tem como função sustentar as partes moles do corpo, apoiando e ligando os outros tipo de tecidos. Caracterizam-se pela grande quantidade de material intracelular e pelo distanciamento das suas células e fibras.

Os tecidos de sustentação participam na defesa do organismo e todos têm a mesma origem embrionária: origem mesodérmica.

Classificação:

O Tecido Conjuntivo Propriamente Dito é formado pelo Tecido Conjuntivo Frouxo e Tecido Conjuntivo Denso.

Tecido conjuntivo frouxo: tem como função preencher espaços entre feixes musculares e serve de apoio aos tecidos epiteliais, encontrando-se na pele, nas mucosas e nas glândulas. Predomina nesse tecido as fibras colágenas, elásticas e reticulares.

Tecido conjuntivo denso: é pouco flexível, mas é bastante resistente à tração, podemos encontrá-lo nos tendões. Há predomínio de fibras colágenas.

Tecido conjuntivo adiposo: é constituído por células adiposas. Revestem os órgãos internos por exemplo: no tecido subcutâneo do abdômen e das nádegas, ele funciona como reservatório de gordura, amortecedor de choques e contribuí para o equilíbrio térmico dos organismos.

Tecido sanguíneo: tem como função a produção de células do sangue.. Há duas variedades desse tecido: o Linfóide, encontrado no baço, timo e gânglios linfáticos, e o mielóide, que forma a medula óssea.

Tecido cartilaginoso: é considerado um tecido conjuntivo de consistência rígida, e de bastante flexibilidade . É um tecido avascularizado, sendo nutrido através do pericôndrio. Tem como função o suporte de estruturas, geração de ossos (crescimento em comprimento) e revestimento de superfícies articuladas. Forma as orelhas, a extremidade do nariz, a laringe, a traquéia, os brônquios e as extremidades ósseas.

Tecido ósseo: possui um alto grau de rigidez e resistência à pressão. São grandes armazenadores de substâncias, entre elas íons de cálcio e fosfato. Forma os ossos dos esqueletos dos vertebrados. È constituído pelas células ósseas, os osteócitos e por uma matriz compacta e resistente. Suas principais funções estão relacionadas à proteção e a sustentação, e funciona também como apoio para os músculos, aumentando a coordenação e a força do movimento feito por eles.