Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Prática Pedagógica na Educação Infantil

Trabalho por Hortência Messias Pinheiro, estudante de Pedagogia @ , Em 30/11/-0001

5

Tamanho da fonte: a- A+

1. INTRODUÇÃO

Este trabalho foi desenvolvido na UTA Infância e Ludicidade, na qual fazem parte as disciplinas: Metodologias do Ensino da Literatura Infantil, Ludicidade, Educação Infantil-metodologia e procedimentos, Educação Infantil- Fundamentos, Estágio- Educação Infantil E Pesquisa e Prática Profissional- Educação Infantil e tem como principal objetivo discutir a importância do lúdico no processo de ensino-aprendizagem na Educação Infantil.

Nas sociedades de mudanças aceleradas em que vivemos, somos sempre levados a adquirir competências novas, pois é o indivíduo, a unidade básica de mudança. A ludicidade é assunto que tem conquistado espaço no panorama nacional, principalmente na educação infantil, por ser o brinquedo, a essência da infância. Seu uso permite um trabalho pedagógico que possibilita a produção do conhecimento, da aprendizagem e do desenvolvimento.

Com a utilização de brincadeiras e jogos no processo pedagógico faz despertar o gosto pela vida e leva as crianças a enfrentarem os desafios que lhe surgirem. Com a construção desta produção de aprendizagem iremos mostrar o quanto o “lúdico” pode ser um instrumento indispensável na aprendizagem, no desenvolvimento e na vida das crianças, tornando evidente que os professores e futuros professores devem e precisam tomar consciência disso e saber se os professores atuantes têm conhecimento de alguns conceitos, como o lúdico e muitas outras questões sobre relação do brincar com a aprendizagem e o desenvolvimento da criança.

Os resultados da educação, apesar de todos os seus projetos, continuam insatisfatórios, percebendo-se a necessidades de mudanças no âmbito educacional. Nesse sentido o lúdico pode contribuir de forma significativa para o desenvolvimento do ser humano, seja ele de qualquer idade, auxiliando não só na aprendizagem, mas também no desenvolvimento social, pessoal e cultural, facilitando no processo de socialização, comunicação, expressão e construção do pensamento. Vale ressaltar, porem que o lúdico não é única alternativa para a melhoria no intercambio ensino-aprendizagem, mas é uma ponte interessadas em promover mudanças.

A partir disso, vamos tornar evidente a importância do lúdico e como ele, os jogos, os brinquedos e as brincadeiras, podem ser importantes para o desenvolvimento e para a aprendizagem das crianças. Neste trabalho iremos expor algumas definições importantes acerca do jogo no processo de aprendizagem, diferenciar o jogo da brincadeira e do brinquedo, mostrando sua importância e discorrer sobre a importância do lúdico no processo de ensino-aprendizagem.

O brincar e o jogar são atos indispensáveis à saúde física emocional e intelectual e sempre estiveram presentes em qualquer povo desde os mais remotos tempos. Através deles as crianças desenvolvem a linguagem, o pensamento, a socialização, a iniciativa e a autoestima, preparando-se para se tornar um cidadão capaz de enfrentar desafios e participar na construção de um mundo melhor.

A metodologia adotada para o desenvolvimento da presente PA foi elaborado por meio de leitura dos livros das disciplinas da UTA, discussões em grupo, pesquisa em campo escolar, nos slides das aulas, pesquisas na internet e na elaboração do texto contemplando as várias solicitações citadas pelos professores.

 

2. PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A Educação Infantil é a primeira etapa da educação básica e destina-se ao atendimento de crianças de zero a seis anos, proporcionando a criança dessa faixa etária o bem estar intelectual, físico e afetivo social, por meio de atividades lúdicas que criam oportunidades de desenvolvimento, a fim de estimular a curiosidade, a espontaneidade e a harmonia. Todas essas atividades contribuem para a sua integração no triangulo família – escola – comunidade.

O atendimento às crianças de zero a seis anos em instituições especializadas tem origem com as mudanças sociais e econômicas, causadas pelas revoluções industriais no mundo todo. Neste momento as mulheres deixaram seus lares por um período, onde eram cumpridoras de seus afazeres de criação dos filhos e dos deveres domésticos, cuidando do marido e família, para entrarem no mercado de trabalho. Atrelado a este fato, sob pressão dos trabalhadores urbanos, que viam nas creches um direito, seus filhos, por melhores condições de vida deu-se inicio ao atendimento da Educação Infantil.

Até 1920, as instituições de ensino tinham um caráter exclusivamente filantrópico e caracterizado por seu difícil acesso oriundo do período colonial