Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Bolsa de Valores BM&F e Bovespa

Trabalho por Thiala Borges Cardoso, estudante de Administração @ , Em 07/05/2010

5

Tamanho da fonte: a- A+

Bolsa de Valores BM&F e Bovespa

UNESA
2008

 

 

 

1. INTRODUÇÃO

A Bolsa de Valores de São Paulo nem sempre foi como é hoje, a falta de experiência no inicio e de recursos tecnológicos fez com que os primeiros anos de funcionamento da BOVESPA fossem denominados “Idade da Pedra”. Neste trabalho será mostrada a evolução, os principais acontecimentos que levaram a BOVESPA a possuir uma base tecnológica comparável à dos mercados mais desenvolvidos do mundo e o Brasil a se tornar um centro de excelência em infra-estrutura do mercado financeiro e de capitais sendo referência mundial.

A BMSP (Bolsa de Mercadorias de São Paulo) iniciou na década de 1910 atuando principalmente nos mercados de commodities agropecuárias como café, boi gordo e algodão. Em 1985 surge a BM&F (Bolsa Mercantil & de Futuros), após seis anos a BMSP e a BM&F se fundem formando a Bolsa de Mercadorias & Futuros mantendo a sigla da antiga Bolsa Mercantil & de Futuros.

 

2. HISTÓRICO E EVOLUÇÃO DA BOVESPA

Em 1890, um grupo de agentes liderado por Emílio Rangel Pestana inaugura a Bolsa Livre, que seria a semente da Bolsa de Valores de São Paulo. A Bolsa Livre é fechada já em 1891, em decorrência da política do Encilhamento, mas em 1895 é fundada a Bolsa de Fundos Públicos de São Paulo, dando continuidade à evolução do mercado de capitais brasileiro.

Nessa época, as negociações de títulos públicos e de ações de bancos e de empresas eram registradas em enormes quadros negros de pedra, para que todos pudessem acompanhar. Devido a isso, esse período inicial da história da Bolsa ficou conhecido como “Idade da Pedra”.

A Bolsa se desenvolve e, em 1934, se instala no Palácio do Café, localizado no Pátio do Colégio. No ano seguinte, ganha o nome de Bolsa Oficial de Valores de São Paulo.

 

2.1. DÉCADA DE 60

As reformas do sistema financeiro nacional fizeram com que a Bolsa assumisse a característica institucional, deixando de ser subordinada ao Secretário da Fazenda do Estado, com autonomia administrativa, financeira e patrimonial. Em 1967, passa a se chamar Bolsa de Valores de São Paulo.

No mesmo ano o cargo de Corretor Oficial deixa de existir e são formadas as Sociedades Corretoras e é nesse momento que surge a figura do operador de pregão, pessoas que realizavam os negócios, sob as ordens das Sociedades Corretoras, por meio de gritos e gestos que se tornariam a marca da Bolsa de Valores.

 

2.2. DÉCADA DE 70

Com o “boom” dos sistemas de informação e introdução dos “cérebros eletrônicos” no mercado os boletos que eram utilizados para realizar as negociações foram substituídos por cartões perfurados e os negócios passam ser registrados de forma eletrônica.

Em 1972, A BOVESPA é a primeira bolsa brasileira a implementar o pregão automatizado, com a disseminação de informações online e em real-time, através de uma ampla rede de terminais de computador.

 

2.3. DÉCADA DE 90

São iniciadas as negociações através do Sistema de Negociação Eletrônic'a - CATS: Computer Assisted Trading System, que operava simultaneamente com o sistema tradicional de Pregão Viva Voz. Atualmente, a BOVESPA realiza negócios apenas no sistema eletrônico.

No ano de 1997, é implantado um novo sistema de negociação eletrônica em substituição ao CATS, o Mega Bolsa que utiliza uma plataforma tecnológica altamente avançada, o Mega Bolsa amplia o volume de processamento de informações.

No fim da década de 1990, é lançado o Home Broker, que permite que o investidor, por meio do site das Corretoras, transmita sua ordem de compra ou de venda diretamente ao Sistema de Negociação da Bolsa; e o After-Market, outra inovação da BOVESPA, pioneira em termos mundiais, que oferece a sessão noturna