Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Patologia: Estudo de Caso

Trabalho por Camylla Herculano, estudante de Serviço Social @ , Em 31/07/2008

5

Tamanho da fonte: a- A+

Patologia: estudo de caso; clínica médica; enfermagem; Mielodisplasia; Historia médica; Evolução

Escola metropolitana de técnicos em enfermagem
2008

 

 

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar um breve estudo sobre a o paciente P.F.G. A admitido Hospital Barão de Lucena , onde serão mostradas os procedimentos realizado ao longo de seu internamento, como evoluiu suas patologias e as soluções encontradas, levando em consideração todo o histórico e toda postura dos profissionais de saúde. E sendo analisado o paciente tanto no seu estado físico como emocional.

 

Identificação

Nome: P.F.G.A
Data de nascimento: 06/01/1986
Local: Jordão Baixo
Idade: 22 anos
Sexo: Masculino
Cor: Branco
Estado emocional: Inicialmente depressivo
Antecedentes familiares: Hipertensão
Antecedentes pessoais:
• BCP
• Abcesso em MSD
Local de Admissão: Hospital Barão de Lucena

 

História clínica

Admissão geral: 14 de fevereiro de 2008.

Motivo: Sepse por actinomiceto e piodermite secundaria à estafilacocos, Chegou ao serviço com queixa de tumoração dolorosa em MSD há cerca de 10 dias onde havia sido aplicado injeção intramuscular de Fenergan devido à reação à Cefalexina. Pct referia aumento progressivo de lesão e episódios de febre. Apresentava ao exame sopro sistólico em foco aórtico e pulmonar, dor à apalpação de abdômen e petéquias em MMII e MMSS. O paciente vinha em uso de Amoxicilina para profilaxia de infecção por actinomicetos para tratamento de possível infecção estafilacoccica, foi iniciado vancomicina, ele referia parestesia e plaquetomia moderada.

• Actinomiceto: é uma é um filo de bactérias Gram-positivas, semelhantes aos fungos.
• Piodermite: pode ser definida como condição infecciosa, produtora de pus (ou piogênica), de origem bacteriana que acomete o tegumento em qualquer nível de profundidade.
• Fenergan: é indicado no tratamento de todos os processos alérgicos e na prevenção de vômitos
• Cefalexina: é indicada nas infecções provocadas por microrganismos gram + e gram – susceptíveis.
• Petéquias: são pequenas hemorragias que ocorrem nos pequenos vasos sangüíneos. São caracterizados por pontos vermelhos na pele, entre a epiderme e a derme (pele).
• Vancomicina: é um antibiótico glicopéptidico usado no tratamento das infecções bacterianas.
• Parestesia: são sensações cutâneas subjetivas (ex., frio, calor, formigamento, pressão, etc.) que são vivenciadas espontaneamente na ausência de estimulação.
• Plaquetomia: é o baixo número de plaquetas
UGS de MSD: 14 de fevereiro de 2008.
Resultado: No terço superior do MSD há uma infiltração edematosa do tecido muscular e revestimento cutâneo espessado, aspecto de celulite.
• Celulite: é uma infecção disseminada das camadas mais profundas da pele e, algumas vezes, atinge os tecidos localizados abaixo delas. Mais freqüentemente, a celulite ocorre como conseqüência de uma infecção estreptocócica ou, sobretudo após uma lesão de uma infecção estafilocócica.

Urocultura: 15 de fevereiro de 2008.
Resultado: Negativo.

Hemocultura: 15 de fevereiro de 2008.
Resultado: Negativo.

PPD: 15 de fevereiro de 2008.
Resultado: Negativo.

USG de abdômen: 19 de fevereiro de 2008.
Resultado: Ascite leve + Hepatoesplenomegalia.

• Ascite: é o nome dado ao acúmulo de líquido no interior do abdome.

• Hepatoesplenomegalia: é o aumento do tamanho do fígado e do baço, provocado geralmente por uma grande atividade de defesa imunológica do organismo.

Eco transtorácico: 20 de fevereiro de 2008.

Conclusão: Prolapso de valva mutrial sem repercursão hemodinamica; leve escape mitiral e aórtico.

Anti HIV I e II: 21 de fevereiro de 2008.
Resultado: Não Reagentes

USG em MSD e em MIE: 25 de fevereiro de 2008.
Resultado: No terço superior do braço direito observa-se área de espessamento e cogenicidade do plano subcutâneo, sugestivo edema. Em coxa esquerda não há nenhuma anormalidade.

Mielograma: 27 de fevereiro de 2008.
Resultado: Quadro citológico compatível com AREB