Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Influência da Família na Aprendizagem Escolar

Trabalho por Carlos Ademir Hoeckel, estudante de Pedagogia @ , Em 23/04/2008

5

Tamanho da fonte: a- A+


A Influência da Família na Aprendizagem Escolar

Unijuí - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul.
2008

 

RESUMO

É na família que ocorrem as primeiras aprendizagens e experiências emocionais que são levadas para a vida, mostrando se verdadeiramente marcantes. É ela que oferece os ingredientes principais e a base para formação da criança. Exerce, ainda, um papel muito importante no desenvolvimento humano do ser, influenciando o lado emocional e, conseqüentemente, na sua aprendizagem.

Objetivando analisar o comportamento dos alunos matriculados nos anos iniciais do Ensino Fundamental, compreender as ações e atitudes que ocorrem no cotidiano escolar, me propus a realizar esta pesquisa. Para compreender até que ponto a família influencia na aprendizagem dos alunos procurei ampliar o meu conhecimento através de observações, entrevistas e estudos bibliográficos.

Constatei que a maioria dos alunos que possui dificuldades de aprendizagem convive em um ambiente familiar desfavorável, enquanto que os alunos que não apresentam dificuldades de aprendizagem provém de um ambiente familiar agradável, harmonioso e seguro.

Palavras-chave: Família - aprendizagem - alunos.

 

INTRODUÇÃO

A participação dos pais na vida escolar dos filhos representa um papel muito importante em relação ao seu bom desempenho em sala de aula. Também o diálogo entre a família e a escola favorece sobremaneira para a construção do conhecimento por parte do aluno, o que denota que a criança e seus genitores mantêm entre si e com a aprendizagem uma ligação muito íntima e profícua.

Não é possível deixar de lado o fato de que os professores são extrema importância no processo ensino aprendizagem e, portanto, das ações escolares, incluindo aquelas relativas ao relacionamento escola família. Numa visão construtivista, o aluno tem a sua relação com o objeto mediada pelo professor e com ele mantém vínculos positivos, que impulsionam a aprendizagem, ou negativos, que proporcionam um afastamento das situações de aprendizagem.

Envolver a família na educação escolar dos filhos pode significar, para os educadores, que eles tenham que conhecer melhor os pais dos alunos e realizar um trabalho conjunto com eles para criar, entre outras fatores, uma atmosfera que fortaleça o desenvolvimento e a aprendizagem das crianças.

Quando escola e família têm uma linguagem comum e posicionamentos adotados colaborativamente no trato de aspectos da educação das crianças e da sua escolarização, é possível que os educandos consigam ter uma aprendizagem mais significativa, um percurso acadêmico mais tranqüilo e um desenvolvimento intelectual e emocional mais harmonioso, o que não pode ser desprezado. Assim, percebe-se que a influência da família precisa ser bem recebida pela escola, sem preconceitos, orientando suas falhas e aplaudindo seus acertos.

Assim sendo, consciente dessas verdades e crendo que a família exerce uma relevante influência na vida escolar dos seus filhos, propus-me a elaborar a presente monografia, tendo por base experiências e práticas realizadas em escolas desta cidade. E, para a realização do meu trabalho, pude contar tanto com a colaboração de colegas educadores como de alunos e comunidade em geral, os quais não se eximiram em prestar a sua parcela de colaboração no desenvolvimento das pesquisas, estudos bibliográficos e demais metodologias que permitiram que a presente monografia se concretizasse.

Assim, além de consultas bibliográficas a teóricos e demais leituras sobre o assunto em questão, entrevistei cinco professores e cinco alunos distribuídos entre as escolas nas quais realizei as minhas práticas. A partir das respostas coletadas pude compreender melhor a realidade desses espaços de ensino e, em extensão, da própria realidade da educação brasileira no que tange a influência da família no processo de construção do saber por parte dos alunos.

Após a análise dos dados coletados e demais estudos realizados, sintetizei o conhecimento colhido e o expus nesta monografia, a qual se apresenta dividida em três capítulos principais: no primeiro trato