Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Fundamentos básicos do futebol

Trabalho por Marcela Paulino Balieiro, estudante de Diversos @ , Em 16/10/2009

5

Tamanho da fonte: a- A+

FUNDAMENTOS BÁSICOS DO FUTEBOL

UniFMU
2008

 

 

 

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO
I – HABILIDADES ESPECÍFICAS DO FUTEBOL
1.1. Finalização
1.2. Passe
1.3. Controle de Bola
1.4. Condução
1.5. Domínio
1.6. Proteção
1.7. Desarme
1.8. Drible
1.9. Lançamento
1.10. Cruzamento
1.11. Chute
1.12. Cabeceio
1.13. Defesas
CONCLUSÃO
REFERÊNCIA

 

INTRODUÇÃO

Neste trabalho será explicado os principais fundamentos básicos do Futebol e seus conceitos. Pode-se conceituar fundamentos como habilidades motoras (coordenação motora) específicas do desporto e necessárias à prática do mesmo, podendo ser com ou sem a bola. A técnica é impessoal e comum a todos,

Tendo como referencia Ferreira (1994) e Freire (1998), irei conceituar e classificar os fundamentos básicos do Futebol.

 

I – HABILIDADES ESPECÍFICAS DO FUTEBOL

As habilidades básicas, que qualquer pessoa exerce para quaisquer situações, combinam-se de forma muito particular para atender os objetivos do Futebol. Assim, combinadas, elas ganham denominações que designam os gestos do Futebol. São bastante evidentes as semelhanças entre essas habilidades específicas do Futebol e outras habilidades específicas de outros esportes. Por exemplo, o passe, no Futebol adquire contornos particulares, mas não difere substancialmente do passe utilizado em outros esportes. Sendo assim, a combinação de habilidades inespecíficas, aplicadas a um contexto particular, pode resultar em uma habilidade esportiva chamada passe. Por sua vez, em cada esporte em que se aplicar, o passe se configura particularmente.

No caso do Futebol, irá ser definido suas principais habilidades, que são perfeitamente possíveis classificadas como:

 

1.1. FINALIZAÇÃO

Trata-se da habilidade mais decisiva do Futebol. Não importa se a finalização é feita com um cabeceio, um chute, ou até de peito ou barriga; caso se consiga marcar o gol, ela é considerada bem sucedida.

O gol é o objetivo maior do jogo. Mais importante do que chutar, cabecear ou lançar é fazer o gol. Ao tentar conseguí-lo, todas as demais habilidades se tornam meio. No entanto, para que a finalização seja bem sucedida, quanto mais desenvolvidas forem as outras habilidades, maiores as chances de isso ocorrer.

As modalidades defensivas são mobilizadas especialmente em função de evitar a finalização do atacante. Nesse empenho, a principal peça é o goleiro. A finalização pode ser frustrada pela defesa do goleiro, pela interceptação por parte de um defensor ou pelo erro do atacante.

Muitas são as habilidades inespecíficas que compõem uma habilidade de como a de finalizar. É interessante que o professor saiba analisar os fundamentos para conhecer essas habilidades e proceder corretamente no momento de criar situações para ensinar o aluno a finalizar. Saber que habilidades e capacidades principais integram o gesto desportivo facilita bastante o ato de ensinar.

Capacidades motoras principais presentes no ato de finalizar: equilíbrio, força de chute, velocidade de chute.

Habilidades motoras principais presentes no ato de finalizar: correr, apoiar-se, chutar.

 

1.2. PASSE

No Futebol moderno, o passe é um dos mais importantes fundamentos. Os sistemas de marcação tornaram-se muito rígidos, a condição física dos jogadores tornou-se muito boa, sobra pouco espaço para jogar. Portanto, o Futebol tem que ser jogado de forma muito veloz, dando poucas oportunidades para que o adversário tome a bola. O principal recurso para isso é o passe rápido. O jogador que vai executar o passe, tem pouco tempo para prepará-lo.

Atualmente, a habilidade de passar depende de se ser capaz de executá-la em curto espaço de tempo. Frequentemente, o jogador que tem a posse da bola tem que decidir entre passá-la a um companheiro ou fintar o adversário. Quase sempre a atitude mais eficiente é passar a bola.

O passe, em suas diversas modalidades (assistência, lançamento, cruzamento, passe comum) em qualquer esporte coletivo, é