Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Resumo do Capítulo 3 do Livro Introdução à Teoria Geral da Administração de Idalberto Chiavenato

Trabalho por Renato Ferreira Gomes, estudante de Administração @ , Em 14/11/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

Introdução a Teoria Geral da Administração


CHIAVENATO, Idalberto. Introdução a Teoria Geral da Administração. 7.Ed.São Paulo: Elsevier, 2004, 634p.


RESUMO CAP 3

A Administração Cientifica foi criada no começo do século passado pelo engenheiro americano Frederick W. Taylor, que teve como seguidores Gantt, Gilbreth, Emerson, Ford, Barth, entre outros, a preocupação inicial foi o desperdício e as perdas sofridas pela indústria, e aumentar a produção por meios de métodos e técnicas da engenharia industrial.

1. Primeiro Período de Taylor

Racionalizou o trabalho do operário por meio do Estudo de Tempos e Movimentos.

Ele verificou que alguns operários produziam mais que os outros com a mesma condição, e que estes se acomodavam, pois a remuneração era a mesma, assim criando condições de pagar mais a quem produzir mais.

2. Segundo Período de Taylor

Concluiu que a racionalização do trabalho operário deveria ser acompanhada de uma estruturação geral. A partir daí desenvolveu seus estudos sobre Administração Geral, a qual denominou Administração Científica sem esquecer da tarefa do operário. Para Taylor as indústrias de sua época padeciam de três males:

  • Vadiagem dos operários que reduziam a produção a cerca de um terço do que podiam produzir, para evitar redução das tarifas de salário pela gerência.
  • Desconhecimento da gerência da rotina e tempo de trabalho necessário para sua realização.
  • Falta de uniformidade nas técnicas e métodos de trabalho.

Para sanar estes três males Taylor criou o Scientific Management, que seria uma evolução e não uma teoria tendo 75% de análise e 25% teoria.

Administração como Ciência

Para Taylor a organização e a Administração devem ser estudadas e tratadas cientificamente e não espiritualmente. Os elementos para a administração cientifica são: padronização de máquinas e ferramentas, métodos e rotinas para execução de tarefas e prêmios de produção para incentivar a produtividade.

O principal objetivo da administração e assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e automaticamente o máximo de prosperidade ao empregado, assim tendo uma troca de interesses entre os dois.

Organização Racional do Trabalho

É a substituição de métodos empíricos e rudimentares por métodos científicos que se fundamentam nos seguintes aspectos:

Análise do trabalho e de estudo de tempos e movimentos.

A divisão e subdivisão de todos os movimentos necessários para a execução de cada operação, assim sendo mais econômico.

Estudo da fadiga humana.

Gilbreth verificou que a fadiga predispõe o operário a diminuição de produtividade e qualidade de trabalho. Assim a Administração Científica pretendia racionalizar os movimentos eliminando os que produzem fadiga.

Divisão do trabalho e especificações dos operários.

Divisão do trabalho e especialização do operário para elevar sua produtividade, eliminando os movimentos desnecessários e economizando energia.

Desenho de cargos e tarefas

Taylor foi o pioneiro, com a simplificação dos cargos e tarefas permite que os operários se especializem produzindo mais e com mais qualidade, ao mesmo tempo permitindo total controle por parte do supervisor.

Incentivo de salários e prêmios por produção.

O operário que produz pouco ganha pouco e vice versa, assim Taylor e seus seguidores criaram planos e incentivos salariais e de prêmios de produção, para os que produzirem mais.

Conceito de homo econômicos.

O homem procura o trabalho por necessidade, ele passaria a produzir o máximo de sua capacidade física, assim almejando recompensas salariais e prêmios por produção.

Condições de Trabalho

As condições de trabalho apropriadas diminuem a fadiga. Segue algumas que mais preocupam a