Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Inteligência da Criança Brasileira

Trabalho por Ana Julia Onofri, estudante de Pedagogia @ , Em 05/11/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

QUESTIONÁRIO DO TEXTO: A Inteligência da Criança Brasileira


Atividades:

Considerando o texto complementar como referência, faça uma reflexão do que é ESTAR inferior e SER inferior do ponto de vista intelectual.

A inteligência pode ser definida como a capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair idéias, compreender idéias e linguagens e aprender. Significa a capacitacao cerebral com o qual raciocinamos para seguirmos um determinado caminho, é a faculdade de compreensâo. O estudo da inteligência geralmente entende que este conceito não compreende a criatividade, a personalidade, o caráter ou a sabedoria. Contudo, o ser humano jamais será inteligente se nao tiver componentes cognitivos que o envolva, que o complete, como por exemplo, sua cultura, seu meio habitacional, sua crenca, seu idioma, entre outros.

A meu ver, o ajustamento ou adaptação do individuo no meio, isto é, a inteligência seria a capacidade de resolver problemas novos, de modo que a pessoa mais inteligente seria aquela mais facilmente consegue mudar o seu comportamento em função da existência da situação, de conceber novas maneiras de enfrentá-las. O indivíduo mais inteligente seria o que apreende mais e mais depressa. A inteligência é a capacidade de pensar abstratamente, isto é, de utilizar os conceitos e símbolos das mais variadas situações, principalmente símbolos verbais e numéricos. O indivíduo é considerado excepcional quanto à sua inteligência. Há relação entre hereditariedade e meio na determinação da inteligência.

As inteligências podem ser: Lógico-matemática, Lingüística, Espacial, Musical, Físico-cinestésica, Intrapessoal, Interpessoal, Naturalista, Pictórica.

Refletindo sobre as expressões ESTAR inferior e SER inferior do ponto de vista intelectual, podemos entender que todos nós somos dotados de inteligência, porém, precisamos está num bom aspecto biopsicosocial para podermos desenvolvê-la. Quer dizer, todos nós devemos está simultaneamente motivando nossas habilidades, as estimulando-as. O ESTAR inferior pode ser visto como algo temporário, isto é, momentâneo, que acabará em breve, só necessita de um estimulo. Já o SER inferior é aquele individuo que não recebeu as influências mentais no período correto. Estas situações de falta de informações precisam ser recebidas rapidamente e preferencialmente antes do ser completar 10 anos de idade, porque senão a situação fica mais difícil de ser aprendida.

Por isso, conclui-se que, a inteligência é um potencial ativado ou não, que dependem de oportunidades disponíveis para estas desenvolturas. O meio ambiente vivenciado pelo individuo é o fator primordial para este incremento.