Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Experiência de Hawthorne

Trabalho por Likkel, estudante de Administração @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

A Experiência de Hawthorne


Entre 1927 a 1932, ocorreu uma experiência em uma fábrica que possuía o objetivo de entender a relação entre a intensidade da iluminação e a eficiência dos operários, que seria avaliada por meio da produção. O resultado da experiência foi que encontraram um único fator de natureza psicológica. Por esse motivo é que essa experiência durou 5 anos,pois resolveram neutralizar ou até mesmo eliminar este fator.

Nesta experiência houve 4 fases distintas, como:

Primeira fase: consistiu em estudar os efeitos da iluminação no rendimento dos operários, mas verificou-se que eles reagiam de acordo com o que acreditavam, comparando, assim, que o fator psicológico influi no fator fisiológico.

Segunda fase: Formaram um grupo experimental que visava analisar a produtividade e este grupo constatou que um ambiente de trabalho sem pressão a ansiedade diminui e o trabalho torna-se mais agradável, com a introdução de intervalos pela manhã e tarde, a produtividade aumenta, porem, intervalos em excesso, quebram o ritmo de trabalho. Também é importante ressaltar que houve a criação de laços de amizade entre as funcionárias, aumentando a produtividade.

Terceira fase: os pesquisadores passaram a se interessar pelo estudo das relações humanas no trabalho. Assim iniciou-se o programa de entrevistas, que consistia em entrevistar os empregados para obter conhecimento sobre suas atitudes e ouvir suas sugestões. Também foi criado um sistema, a técnica de entrevista não-diretiva, na qual permitia que os operários falassem livremente. Dentro do programa revelou-se a existência de uma organização informal.

Quarta fase: estabeleceu o estudo das relações humanas de forma comportamental, ou seja, a forma que agem os grupos dentro de uma sociedade. Verificamos que os grupos acabam se tornando influenciadores de um determinado indivíduo isolado, impedindo-o de se sentir livre para obter por si mesmo o aumento em sua produção.


Conclusões da experiência de Hawthorne

Nível de produção é resultante da integração social. Consiste no seguinte pensamento "O empregado tem que está integrado com o seu grupo de trabalho, sendo assim, terá um melhor nível de produção".

Comportamento social dos empregados. Neste caso o empregado age coletivamente, e até pode ser punido se tiver desvios na sua conduta, o mesmo não pode contrariar os padrões do grupo.

As recompensas e sanções sociais. Tudo girava em torno das normas e dos padrões sociais que consiste em crescimento ou não crescimento do grupo. Existiu também a motivação para o homem que se elaborava em estímulos salariais econômicos.

Grupos informais. São organizações informais de uma empresa que definem suas regras, que podem até ser diferentes as da estabelecidas pela empresa.

As relações humanas. Consiste nas ações e atitudes desenvolvidas pelas pessoas ou grupos. E cada pessoa tem personalidade diferente que pode ser influenciada pelo seu grupo com o intuito da aceitação do mesmo.

A importância do conteúdo do cargo. Influencia a moral do trabalhador, pois a repetição ou simplicidade das tarefas torna o trabalho monótono e diminui a eficiência e a satisfação do trabalhador.

Ênfase nos aspectos emocionais. O ser humano tem os elementos emocionais irracionais que chegam a ser dominados sociólogos.