Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

A Importância da Relação Afetiva entre Professor e Aluno

Trabalho por Maria Angélica Marinho dos Santos, estudante de Pedagogia @ , Em 24/06/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

A IMPORTÂNCIA DA RELAÇÃO AFETIVA ENTRE PROFESSOR E ALUNO


JUSTIFICATIVA

A história humana sempre foi conflituosa, mas há elementos novos que acentuam o perigo e, especialmente, o extraordinário potencial de autodestruição criado pela humanidade no decorrer do século XX (Delors, 2001:96).

Segundo Delors, um dos maiores desafios da educação é aprender a viver juntos, convivendo com o diferente de nós.

Zabala (2002), salienta a importância de educar com ênfase na interdisciplinaridade, no sentido de enfocar o conhecimento em sua totalidade, fazendo com que os sujeitos saibam relacionar-se e viver positivamente, com as pessoas cooperando, compreendendo e aceitando as diferenças. Educar para que as pessoas conheçam a si e aos outros em uma compreensão melhor do mundo, que aceitem as diferenças em busca de uma convivência melhor, proporcionando meios para que os alunos reflitam, critiquem e transformem a realidade em que vivem em uma sociedade melhor, mas justa e humana.

Sabe-se que o ser humano é social por natureza. O ato de relacionar-se inicia no nascimento, quando todos passam a fazer parte da sociedade família. No decorrer do desenvolvimento da vida, as pessoas vivenciam diversas situações de convivência, pertencendo aos mais diversificados grupos sociais.

As relações humanas, diversas e complexas, são o alicerce da formação integral da pessoa, portanto os vínculos afetivos desempenham um papel essencial no desenvolvimento de um indivíduo capaz de viver em um mundo em constante transformação e atuar nele.

Nesse sentido, os profissionais da educação devem dar maior importância ao fator afetividade nas relações entre professor e aluno, pois relações afetivas positivas são a base essencial na construção do conhecimento significativo.


OBJETIVO

Investigar o quanto a relação afetiva entre professor e aluno, razão e emoção influencia no desenvolvimento cognitivo das crianças, podendo servir como material desencadeador para uma ressignificação das relações de ensino e aprendizagem no cotidiano da sala de aula.


PROBLEMA DE PESQUISA

Qual a importância da relação afetiva entre professor e aluno na construção do conhecimento de forma integral, atendendo as necessidades afetivas do indivíduo como um ser histórico-emocional-cultural?


METODOLOGIA DE PESQUISA

Pesquisa bibliográfica a partir da seleção de leituras críticas/reflexivas sobre o tema estudado, considerando a importância da contribuição dos autores consultados;

Visitas de estudos nas bibliotecas universitárias do município, com o objetivo de consultar livros e periódicos;

A bibliografia selecionada teve como fim analisar a interpretação dos autores sobre uma educação fundamentada no afeto, no respeito e na emoção.


FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Para atender aos nossos questionamentos buscamos as contribuições de Wallon, Piaget e Vygotsky que, embora em perspectivas diferentes, discutem a afetividade no contexto escolar e nas demais relações do sujeito em sua própria vida. Esses autores compartilham da idéia de que a razão e emoção estão intrinsecamente conectadas e relacionadas aos processos de aprendizagem do ser humano.

- PIAGET

Todo o processo de desenvolvimento inerente ao ser humano passa pela dimensão social e envolve cognição, afeto e moral. O desenvolvimento intelectual e cognitivo depende dos aspectos afetivos. Portanto não há aprendizagem sem o vínculo afetivo entre as partes envolvidas, professor e aluno.

- VYGOTSKY

A aprendizagem significativa tem como base a afetividade, pois ocorre a partir das interações sociais, mediadas e internalizadas como aspectos fundamentais para a aprendizagem. A construção do conhecimento é um processo que envolve dimensões afetivas e cognitivas.

- WALLON

O desenvolvimento da inteligência, do conhecimento e da percepção, está diretamente ligado ao mundo da afetividade,