Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Desenvolvimento da Personalidade na Adolescência

Trabalho por Carlos Alexandre Constantino, estudante de Psicologia @ , Em 14/04/2006

5

Tamanho da fonte: a- A+

Desenvolvimento da Personalidade na Adolescência


O desenvolvimento do ser humano na infância é sempre unitário, é um desenvolvimento integrado. Em sua análise é habitual, no entanto, distinguir diversos âmbitos diferentes: o desenvolvimento cognitivo, o da personalidade, o das relações sociais.

Personalidade: um conjunto de processos e de sistemas comportamentais, intimamente relacionados entre si, definidos principalmente pelos seguintes elementos: o fato de que, na mesma situação ou em situação semelhante, diferentes indivíduos reagem e se comportam de maneira diferente; o fenômeno, complementar ao anterior, de que em momentos e situações diferentes, as pessoas manifestam algum tipo de regularidade e estabilidade em sua maneira de se conduzir; a realidade da unidade do sujeito de se conduzir em suas diferentes atividades psicológicas e de comportamento.

Idade de transição

Adolescência: período de transição da infância à adultez. Um período preparatório para a idade adulta, momento de iniciação. É um momento de recapitulação da infância passada, de toda a experiência acumulada e agora posta em ordem. A idade infantil e a adulta, a adolescência constitui um período e um processo:

  • De ativa desconstrução de um passado pessoal, em parte tomado e mantido e, por outro, abandonado e definitivamente preterido;
  • De projeto e de construção do futuro, a partir de um enorme potencial e acervo de possibilidades ativas que o adolescente possui e tem consciência de possuir.

A imagem romântica

Nessa imagem, o adolescente aparece como um ser pateticamente suscetível e vulnerável, dominado por sentimentos muito intensos, dentro dos quais não se governa e não consegue se orientar. No entanto, é possível que esta não seja tanto uma imagem topicamente romântica da adolescência, mas sim que o romantismo consista na transposição, para a cultura, a arte e a literatura, da consciência e da vivência adolescente: a melancolia pelo passado, pelo paraíso perdido, a força e a contradição dos sentimentos contrapostos, o idealismo e a ânsia de viver, a grandiosidade dos projetos.

Determinantes culturais e ritos de transição

Cultura Ocidental: representa uma exceção, marcam ritualmente a puberdade, junto com a passagem da infância à adultez, mediante cerimônias de passagem e de iniciação, nas quais consiste e ao redor das quais se constitui a adolescência. No transcurso de poucas semanas, os meninos e meninas, tornam se homens e, respectivamente, mulheres, tanto em sua própria identidade, quanto no papel e no reconhecimento social obtido (Samoa).

Cultura Ocidental (nossa): não conhece ritos generalizados de transição para a vida adulta para acompanhar a puberdade. No início do século, quando se realizava a primeira comunhão em plena adolescência, esta representava, nos países católicos, um ritual de passagem à idade adulta. Porém não existe, no Ocidente, nenhuma cerimônia de caráter geral que marque a passagem da infância à condição adulta. Talvez essa falta de rito de transição de deva à duração excepcionalmente longa da época adolescente em nossa sociedade.

Período de aprazamento

  • Indivíduo biologicamente maturo para atividade sexual plena e para trabalho, socialmente imaturo tanto para a sexualidade quanto para a responsabilidade social
  • Indefinição da duração temporal, indefinição generalizada do papel de adolescente: não sabe o que se espera dele
  • Liberalização dos costumes sexuais/ prolongamento do desemprego juvenil
  • Prolongamento do período educativo em todos os países ocidentais, coincide com prolongamento da etapa adolescente.

A identidade pessoal

  • Tema vital mais importante na personalidade do adolescente: desenvolvimento do eu e da identidade pessoal.
  • Núcleo da pessoa, que rege outros comportamentos e que, em alguma medida, está presente na consciência do próprio sujeito, em forma de representações a respeito de si mesmo, projetos e expectativas de futuro, coordenação das próprias experiências e apresentação de si diante dos demais