Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Mudança Organizacional

Trabalho por Frederico Cesar Pereira, estudante de Psicologia @ , Em 16/08/2005

5

Tamanho da fonte: a- A+

MUDANÇA ORGANIZACIONAL


1 - RESUMO

Neste trabalho procuramos focar as dificuldades, traumas e conflitos advindos de um processo de mudança organizacional. Demos destaque à ação do agente de mudanças, profissional diretamente responsável pelo sucesso ou fracasso das novas implementações .

Analisamos, de forma sucinta, o cenário pós-moderno em que se encontram as empresas e as mudanças impostas por este mercado alterado nos últimos anos. Enfocamos também, a importância da comunicação, aplicada de forma eficiente, como catalisador e facilitador nas transições, principalmente nas catastróficas. Finalmente, apresentamos passo a passo, o que seria, do inicio ao fim, o processo ideal a ser seguido para que se tenha uma implementação de mudanças da forma menos traumática possível.


2 - TERMOS CHAVE

  • MUDANÇA ORGANIZACIONAL
  • COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL
  • CENÁRIO PÓS-MODERNO
  • CULTURA ORGANIZACIONAL
  • AMBIENTE ORGANIZACIONAL


3 - INTRODUÇÃO

A complexa e dinâmica realidade econômica, política, tecnológica e social na qual vivemos tem profundo impacto na forma de planejar, administrar e operar nossas organizações. A liberalização econômica, a globalização crescente, a competição sem fronteiras, as privatizações, entre outros motivos, nos obrigam a conviver com um processo inevitável de Mudança e adaptação. O ambiente de trabalho, porém, não pode sobreviver ao desafio de mudança constante sem uma estratégia adequada. O que precisamos realmente é de um método sistemático e disciplinado para gerenciar a Mudança Organizacional, reduzindo custos e maximizando os resultados.

Para que a mudança aconteça, são necessários alguns requisitos e condições. Dentro de um contexto organizacional, a mudança acontecerá na medida em que 3 fatores aconteçam:

CAUSA

SOLUÇÃO

IMPLEMENTAÇÃO

Existe real Necessidade
da Mudança

Há uma
Alternativa
Coerente

Condução
do Projeto de
Mudança



É nesta última fase que muitos projetos de Mudança fracassam, apesar de se reconhecer à causa e de ter identificado a melhor solução, visto que, por falta de metodologia adequada de implementação, os resultados desejados deixam de ser atingidos. Daí vem à importância do papel do Agente de mudanças na análise situacional e na condução deste processo conflituoso da forma menos traumática possível

Muito se tem escrito sobre mudanças sociais, organizacionais, culturais e crises. A comunicação tem sido apresentada como uma ferramenta estratégica para enfrentar mudanças organizacionais, planejar e enfrentar crises. Mas será que as teorias e as técnicas de comunicação têm levado, suficientemente, em consideração a validade das ações do agente de mudanças, para aqueles que sofrem as conseqüências das mudanças? Tem considerado o distanciamento entre o discurso do autor do processo de mudança e a ação do agente responsável pelas ações de mudança? Tem considerado o distanciamento da ação deste agente em relação às verdades organizacionais, à cultura organizacional? Então, que estratégias podem ser adotadas na gestão processo de comunicação em épocas de mudança?

As ações do agente de mudanças não têm valor universal, nem são coerentes para aqueles que sofrem as conseqüências das mudanças. Tem apresentado incompatibilidade com as verdades organizacionais, mesmo em suas inúmeras tentativas de manejar a cultura organizacional. O profissional ao lidar com o discurso das mudanças, passa a gerir tantos antagonismos que a integração e a coesão, tornam-se conceitos do passado.