Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Aspectos Físicos do Brasil

Trabalho por Caio César Pagotti, estudante de Geografia @ , Em 22/04/2003

5

Tamanho da fonte: a- A+

Aspectos Físicos do Brasil


Clima

Conjunto das diversas condições meteorológicas de uma região que, registradas ao longo de pelo menos dez anos, lhe conferem certo tipo de estado atmosférico. O estudo do clima ajuda a entender como o mundo se organiza, já que a situação climática de uma região determina os tipos de ocupação, habitação, alimentação, atividade econômica e várias outras características dos povos que a habitam.

Na definição de clima se consideram temperatura, pressão, umidade, regime de ventos e correntes marítimas. Também há influência do relevo, da vegetação, de fenômenos naturais e do homem. Por essa complexidade, não existe uma única forma de classificar o clima. Uma das classificações mais usadas é a de Gaussen e Bagnouls, que adota como critérios a distribuição dos climas de acordo com a faixa latitudinal (tropical, temperada e fria) e a análise da temperatura, da quantidade de precipitação e da vegetação dessas faixas. Segundo ela, o clima é dividido em cinco grandes grupos: quente, temperado, frio, seco e montanhoso.

A partir da urbanização, o homem tem provocado alterações no clima do mundo por meio do desmatamento e da emissão de gases, que contribuem para o efeito estufa, entre outras atividades. A principal mudança observada é o ligeiro aquecimento da Terra. Em 1996, o Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC), organismo da ONU, divulga que a temperatura do ar aumentou entre 0,3ºC e 0,6ºC nos últimos cem anos. Com o aquecimento, as temperaturas altas tendem a ser mais freqüentes e as baixas, menos constantes, levando a mudanças no regime normal de seca e chuva em algumas regiões. O IPCC relaciona o aumento da temperatura do ar com a elevação do nível do mar – de 10 cm a 25 cm neste século – decorrente do aquecimento das águas e do derretimento das geleiras.

A grande extensão territorial e as diferenças de relevo, altitude e dinâmica das massas de ar, entre outros fatores, conferem ao país grande diversidade climática. Cortado no extremo norte pela Linha do Equador e ao sul pelo Trópico de Capricórnio, o Brasil situa-se, em sua quase totalidade, nas zonas de baixas latitudes (zona intertropical), nas quais predominam os climas quentes e úmidos, com média de temperatura na faixa de 20 ºC. A amplitude térmica - diferença entre as médias anuais de temperaturas máximas e mínimas - é baixa, ou seja, a variação de temperatura é relativamente pequena.
Em geral, na classificação considera-se temperatura, umidade, pressão, massa de ar, correntes marítimas e regime de ventos, entre outras características. Uma das classificações mais usadas para os tipos de clima do Brasil aproxima-se da desenvolvida por Arthur Strahler, baseada na origem, natureza e movimentação das massas de ar. No Brasil identificam-se três massas principais: equatorial, tropical e polar. Segundo essa classificação, os tipos de clima presentes no país são: tropical , tropical de altitude , tropical atlântico ou tropical úmido, subtropical e semi-árido .


Tipos de Clima

Continental – Região: Áreas interiores da América do Norte, Europa e Ásia
Características: o inverno é muito rigoroso e o verão curto, porém muito quente. Temperatura: médias de 5°C no inverno e 24°C no verão. Índice pluviométrico: situa-se entre 500 mm e 1.000 mm anuais. Umidade relativa: a média anual está entre 60% e 80%.

Continental Frio – Região: Norte do Canadá e vastas áreas da Sibéria (Federação Russa)
Características: inverno rigoroso e verão brando. Temperatura: pode chegar a -15°C no inverno e, no verão, não passa de 10°C. Índice pluviométrico: precipitações inferiores a 300 mm anuais. Umidade relativa: a média anual está entre 60% e 90%.

Equatorial – Região: Equador e áreas de baixa latitude
Características: clima quente e úmido o ano inteiro. Temperatura: a média anual é de 25°C. Índice pluviométrico: acima de 2.000 mm anuais.