Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Casas Bahia

Trabalho por Geraldino Nunes Álvares, estudante de Administração @ , Em 17/03/2005

5

Tamanho da fonte: a- A+



I - SUMÁRIO EXECUTIVO

A missão da Casas Bahia é oferecer aos seus clientes a melhor solução para sua satisfação, seja pessoal ou familiar. Com este desafio em mente, reúne profissionais altamente especializados na condução de soluções práticas, no momento da compra e, conseqüentemente, satisfação posterior no uso desses produtos adquiridos.

A colaboração da equipe se dá em todo o ciclo de vida dos componentes, ou seja, desde o desenvolvimento dos produtos e testes até a produção. Está focada em garantir que os produtos dos fornecedores ou de fabricação própria sejam testados no que se refere à qualidade e adequação à necessidade da classe a ser atingida.

A empresa constrói sonhos realizáveis ao cliente, onde a meta é garantir a satisfação tanto pelo lado técnico e financeiro, quanto pelo lado pessoal do próprio cliente.

A Casas Bahia é uma empresa estruturada há 52 anos no segmento de moveis e eletrodomésticos endereço sede em São Caetano do Sul –SP. Distribui seus produtos para as regiões sul, sudeste e centro-oeste, tendo como foco principal o estado de São Paulo. No momento, é a maior empresa no ramo do país atingindo as classes C, D e E.

Para oferecer qualidade e condições favoráveis aos clientes, a empresa tem critérios próprios de negociação com seus fornecedores. Por ser a Casas Bahia um cliente de grande porte, os fornecedores visam atender as exigências visando o fortalecimento dessa parceria. Com isso, os clientes, das classes C, D e E que, normalmente não têm condições próprias de fazer uma boa negociação, encontram na Casas Bahia um parceiro para negociar por ele.


II - ANÁLISE DE MERCADO

2.1 – ANÁLISE DE CONCORRÊNCIA

Com um faturamento de R$ 6 bilhões no ano de 2003 o dobro do rival mais próximo, o Ponto Frio, e equivale à soma dos cinco maiores. O poder conferido à Casas Bahia pela escala de compras é sem precedentes. Suas vendas de móveis decuplicaram, as de refrigeradores e freezers multiplicaram-se por sete, e as de aparelhos de televisão triplicaram, ultrapassando 1 milhão de unidades no ano passado. "Aqui, agora se vende ao ritmo de 2000 reais por segundo", afirma Michel Klein, primogênito do fundador da rede, Samuel Klein. Hoje, se a Casas Bahia der um espirro, a indústria brasileira de eletroeletrônicos pega uma baita gripe.

Enquanto a Casas Bahia crescia nos anos 90, alguns concorrentes tradicionais, como Mesbla, Mappin e a rede G.Aronson, sumiam do mapa. Outros, concordatários, ressurgiram enfraquecidos, caso da Arapuá. É verdade que nesse tempo avançaram redes como o Magazine Luiza, com sede em Franca, no interior paulista, além de hipermercados como o Extra e o Carrefour. Nenhum deles, porém, com musculatura suficiente para fazer sombra à rede da família Klein.

Segundo a Revista Veja a Casas Bahia, a maior rede de varejo de eletrodomésticos e móveis do país, anunciou que fecharia o ano de 2003 com um faturamento de 5,5 bilhões de reais – o ano de 2003 foi fechado com R$ 6 bilhões. O quadro dimensiona o tamanho do grupo, na comparação com seus principais concorrentes:

1º - Casas Bahia – Faturamento: R$5,5 bilhões

2º - Ponto Frio – Faturamento: R$2,5 bilhões

3º - Lojas Colombo – Faturamento: R$1 bilhão

4º - Magazine Luiza – Faturamento: R$850 milhões

5º - Lojas Cem – Faturamento – R$700 milhões

6º - Insinuante – Faturamento: R$600 milhões


III - PLANO DE MARKETING

3.1 - ESTRATÉGIA DE MARKETING

Com um plano de perdoar a dívida de quase 1 milhão