Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Grandes Ecossistemas Terrestres

Trabalho por Helton Luiz Ferreira, estudante de Diversos @ , Em 17/11/2004

5

Tamanho da fonte: a- A+

GRANDES ECOSSISTEMAS TERRESTRES

  • Biosfera – Região da Terra habitada por seres vivos; abrange desde as fossas marinhas (onze mil metros de profundidade) até as montanhas mais altas (oito mil metros de altitude).
  • Fatores abióticos responsáveis pelo surgimento e pela manutenção da vida: temperatura, água e luminosidade.


Hipótese Gaia

Formulada na década de 60 pelo físico, engenheiro e inventor James Lovelock. Segundo ele, os organismos, principalmente os unicelulares, evoluíram junto com o ambiente físico, alterando-o numa sucessão ecológica em grande escala, de modo a permitir o surgimento, na Terra, de formas mais complexas de vida. Assim, as primeiras cianofíceas, surgidas há mais de um bilhão de anos, modificaram a atmosfera, fabricando oxigênio. Só então puderam surgir os animais.

Alguns cientistas postulam que Gaia atua como um superorganimo que reage às agressões ao meio ambiente, por meio de vários mecanismos, procurando manter as condições de existência da vida, mesmo que em prejuízo de uma espécie mais incômoda. Assim, por exemplo, a um calor excessivo mo planeta, provocado pelo efeito estufa, Gaia reagiria aumentando a quantidade de algas que produzem sulfídio dimetil (SDM). Esse gás, ao difundir-se na atmosfera, agiria como um núcleo de condensação das nuvens, iniciando o resfriamento da atmosfera e da Terra, graças às chuvas.


Subdivisões da Biosfera

Epinociclo – ambiente terrestre -> o tipo de cobertura vegetal, que determina a fauna existente, sofre influencia do clima, manifestadas em dois aspectos principais, temperatura e precipitação.

Limnociclo – ambiente de água doce

Talassociclo – ambiente marinho


Florestas

Taiga – Abestos, pinheiros e cedro; é pouca a vegetação rasteira, porque a copa das coníferas forma uma camada que impede a chegada de muita luz ao solo; rápido crescimento, por isso sua madeira é muito explorada para a produção de celulose e para a indústria da construção.

Floresta Temperada - Vegetação densa e organizada em três estratos: dois arbóreos e um arbustivo. Predominância de faia, nogueira e carvalho. Grande parte dos animais migra no outono-inverno, e os que permanecem ou hibernam ou possuem adaptações para suportarem baixas temperaturas.

Florestas Tropicais – Não possuem espécies de árvores dominantes. Há muita queda de folhas e decomposição de matéria orgânica no solo. Predominância de animais arborícolas e as aves, que encontram seus alimentos nas copas das árvores. Os mangues são um tipo particular de florestas tropicais.


Campos

Possui apenas um estrato de vegetação, geralmente baixo. São uma resposta a condições de baixa disponibilidade de água e carência de nutrientes no solo. Didaticamente, podem ser reconhecidos dois tipos de campos:

Campos temperados (campos limpos ou Campinas) -> Lembram um imenso campizal; sua vegetação é constituída principalmente por gramíneas não muito altas. È apto para a pecuária.

Campos tropicais -> sua vegetação caracteriza-se por um estrato herbáceo contínuo (com muitas gramíneas) e um estrato arbóreo-arbustivo, com os indivíduos espaçados entre si.


Desertos

Não é apenas área carente de vegetação e como imensas dunas de areia, pelo contrário, possui uma vegetação na qual predomina os espaços vazios, resultado de mecanismo de alelopatia, que diminuem a competição por água e nutrientes. As plantas no deserto apresentam um crescimento rápido, que ocorre logo após um período de chuvas. A Caatinga nordestina é considerada um tipo de deserto.


Meio Urbano

Um traço característico no clima do meio urbano é o de comportar-se como uma ilha de calor, com temperaturas médias superiores à de seus arredores. Isso é conseqüência da abundante presença de concreto (grande assimilador e conservador de calor); da menor incidência de