Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Análise do Ambiente Externo

Trabalho por Danielly Maciel, estudante de Administração @ , Em 06/10/2004

5

Tamanho da fonte: a- A+

ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO

RIO DE JANEIRO,

SETEMBRO/2004


QUESTÕES PARA REFLEXÃO E DEBATES

1. Qual a diferença entre tendências e descontinuidade? Como elas influenciam na formulação estratégica das organizações? Como funciona o efeito "gatilho" e que cuidados se deve tomar em relação a ele?

TENDÊNCIAS - são variações no ambiente externo lentas ou rápidas, mas persistentes que podem afetar os negócios ou atividades das organizações, de seus clientes, de seus fornecedores ou da sociedade em geral;

DESCONTINUIDADES - são mudanças bruscas no ambiente externo da organização que podem afetar profundamente os seus negócios ou atividades.

* Ambas as mudanças afetam diretamente na formulação estratégica de qualquer organização nos dias atuais. Com o advento da Globalização, qualquer fator externo, qualquer mudança, seja ela brusca ou lenta, influencia a organização como um todo pois todas as organizações estão interligadas pela Globalização. A bolsa de Tóquio vem influenciar diretamente nas empresas brasileiras, por exemplo. Por isso, para se formular uma estratégia, é necessário antes de tudo, analisar estas variações (tendências e descontinuidades) para que esta estratégia seja forte para se proteger de qualquer variação externa.

GATILHO - são situações singulares onde mudanças lentas mas persistentes (tendências) ap atingirem certos valores críticos podem provocar grandes descontinuidades gerando, de repente, grandes oportunidades ou ameaças. Acompanhar estas variações de perto é um dos cuidados essenciais que se deve ter. Como o gatilho pode gerar oportunidades – que se não forem observadas a tempo, serão perdidas – ou ameaças – que precisam ser afastadas imediatamente, com risco a saúde da empresa – precisamos estar atentos ao mundo ao redor.


2. Cite três exemplos de catalisadores, de ofensores, de oportunidades e de ameaças para uma das organizações da qual você faz parte. Explique as diferenças entre esses conceitos.

CATALISADORES - clientes satisfeitos e fidelizados; marca forte; opinião pública simpática às atividades do Banco.

São fatores externos reais que geram impacto positivo sobre as atividades atuais da organização.

OFENSORES - concorrência acirrada, usando dinheiro para ganhar convênios; regras legais de proteção ao cliente bancário; entrada no mercado de produtos e serviços similares ao da organização, às vezes com preço mais barato.

São fatores externos reais que geram impacto negativo sobre as atividades atuais da organização.

OPORTUNIDADES - aumento do uso da Internet; convênios com estados e municípios; queda dos juros.

São fatores externos potenciais que geram impacto positivo sobre as atividades futuras da organização.

AMEAÇAS - invasão maciça de hackers na Internet; aumento do dólar; aumento da taxa selic

São fatores externos potenciais que geram impacto negativo sobre as atividades futuras da organização.


3. Como é possível construir estratégias competitivas vencedoras, mesmo considerando-se que alguns concorrentes nem existem hoje e não se sabe quem serão?

Analisar sempre os pontos fortes e fracos; fazer pesquisas de mercado com os clientes; observar estratégias e tendências suas e da concorrência; investir em tecnologia, métodos e processos, tornando a empresa mais ágil e pronta para absorver mudanças; avaliar fornecedores e criar políticas comerciais de preço, qualidade, recursos humanos e financeiras.


4. Qual a importância de se levar em consideração os interesses, sejam eles legais ou legítimos, ou não, dos grupos de interesse (stakeholders) da organização, na formação das estratégias?

Grupos de interesse são instituições, entidades, pessoas, grupos formais ou informais de dentro ou de fora da entidade que têm interesses específicos em relação a ela. Por isso devem ser levados à sério pelas organizações pois podem influenciar positiva ou negativamente o destino dela. É preciso