Fazer pesquisa em uma ou mais carreiras específicas:

Administração Agronomia Arquitetura Arquivologia Arte Astronomia Biblioteconomia Biologia
Bioquímica Cinema Ciências Sociais Colegial Comunicação Contabilidade Desenho Industrial Direito
Diversos Economia Educação Física Enfermagem Engenharia Estatística Farmácia Filosofia
Fisioterapia Fonoaudiologia Geografia História Hotelaria Informática Letras Marketing
Medicina Nutrição Odontologia Pedagogia Produção Cultural Psicologia Química Rel. Internacionais
Secretariado Executivo Serviço Social Terapia Ocupacional Turismo Veterinária Zootecnia


Compartilhe

Tag Cloud

Doença de Alzheimer e a Síndrome do Imobilismo

Trabalho por Marcelo Nunes Bettoni, estudante de Fisioterapia @ , Em 17/09/2004

5

Tamanho da fonte: a- A+

Doença de Alzheimer


Resumo

Esse estudo tem como objetivo obter maior conhecimento da Síndrome do imobilismo e da Doença de Alzheimer em idosos institucionalizados, além de fornecer as instituições um folder contendo sugestões para melhorias que foram conseguidas ao longo da pesquisa realizada. Sendo que, 23 idosos foram submetidos à pesquisa, na qual foram colhidos dados utilizando um questionário e aplicado aos funcionários (devido à incapacidade dos idosos responderem) nos dias das visitas realizadas nas instituições. Foram obtidos resultados significativos da importância de receber visitas, para os idosos, na qual o resultado obtido com o teste de X2, foi de 6,91 sendo que a hipótese não foi rejeitada. A significância das atividades físicas com um resultado de 10,54 com a hipótese não rejeitada segundo o teste de X2. A participação e importância em fazer Fisioterapia que com o teste de X2 obteve-se um resultado de 27,55 tendo a hipótese rejeitada. Além do tratamento fornecido aos institucionalizados na qual foi observado que 100% dos idosos são medicados, entre outros. Com esses estudos pode-se concluir que os objetivos a serem alcançados devem permanecer unidos para garantir ao paciente geriátrico uma melhor qualidade de vida, e também informá-los da grande importância da Fisioterapia no dia-a-dia.


Palavras-chave:
Fisioterapia, Qualidade de vida, Idosos.


Apresentação

O tema da pesquisa foi escolhido com o objetivo de orientar a prevenção da Síndrome do Imobilismo em idosos institucionalizados com doença de Alzheimer, após leituras de pesquisas sobre osteoporose.

O envelhecimento é definido co mo a redução da capacidade de sobreviver, estando relacionada com a queda da síntese protéica responsável por 15% da estrutura dos órgãos, tecidos, enzimas e produção de energia (Carvalho Filho e Papaléo, 1994). Com esse decorrente processo e a falta de exercícios físicos habituais e adequados, poderão resultar nos idosos, entre outros, com doença de Alzheimer, a Síndrome do Imobilismo.

Essa pesquisa terá como função orientar prevenindo a Síndrome do Imobilismo na doença de Alzheimer causadas pela idade avançada, podendo proporcionar à sociedade melhores condições de vida.

Tendo este conceito, a ciência pode estudar melhores práticas para que possam ser aplicadas antecipadamente, aos problemas funcionais dos indivíduos. Com o aprofundamento desta tese, poderão ser estudadas novas teorias e introduzidas na universidade.

Para compreender melhor, na Introdução são especificados os objetivos gerais e específicos. O método é constituído por voluntários, material e procedimentos, seguido de Plano de Análise dos Dados, Cronograma, Referências Bibliográficas e os Anexos.


Introdução

Para entender estudos sobre a idade avançada, nada mais certo que saber primeiramente o que ela significa e abrange. Velhice é uma fase natural da vida, para o qual todo ser humano caminha e não uma doença, como muitos ainda julgam. Porém, as doenças adquiridas, devidas a essa fase da vida, são estudadas pela Geriatria (Curiati e Alencar, 1994).

Segundo o mesmo autor, a Geriatria que teve seu início na Europa logo após a 2.a Guerra Mundial, conjuga coração e mente sendo que, coração significa a união da sociedade com objetivo de cuidar, ser solidário e curar, quando possível. Á mente cabe a motivação e o saber, buscando as causas e soluções para os problemas dos idosos.

O autor segue dizendo que é preciso considerar e respeitar as alterações biológicas, os exames, as queixas, enfim, são uns dos princípios mais eficazes para o tratamento e a relação profissional e paciente.

O autor complementa que, Geriatria atribui essencialmente da atenção neurológica, psiquiátrica, reabilitação e à sociologia médica, trabalhando juntamente com fisioterapeutas, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, psicólogos e assistentes sociais.

Os problemas sociais dos idosos estão relacionados com a pobreza, falta de atendimento, más condições de moradia, solidão